×
371
Fashion Jobs
JD SPORT
Marketplace Business Developer (m/f)
Efetivo · Maia
FOREO
Business Development Specialist
Efetivo · Lisbon
SALSA
Ecommerce Product Specialist – Oportunidade de Especialização em Ecommerce
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services - Compensation (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sales Associate Part-Time - Centro Comercial The Style Outlets - Vila do Conde
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Gestor de Produto (m/f)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Demand Planner (m/f)
Efetivo · Maia
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - General Admin - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Gbs HR Services Bik - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Director Gbs Accounting & Tax Europe (m/f)
Efetivo · Porto
SANDRO PORTUGAL
20hr Sales Assistant Eci Porto Summer h/m
Temporario · VILA NOVA DE GAIA
JD SPORT
Vendedor (m/f) Sport Zone Guimarães Espaço
Temporario · Guimarães
POLO RALPH LAUREN - NORTESHOPPING
Sales Assistant
Temporario · PORTO
JD SPORT
Vendedor (m/f) Sport Zone Antas
Temporario · Porto
SWAROVSKI
Vendedor(a) - Almada Forum 20 h (Temporal)
Temporario · ALMADA
JD SPORT
Vendedor (m/f) Sport Zone Norteshopping
Temporario · Matosinhos
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Foz Plaza - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Figueira da Foz
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja (Part-Time) - Amoreiras - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Lisboa
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
17 de out. de 2018
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Após verão mais quente, Superdry anuncia resultados mais baixos que o esperado

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
17 de out. de 2018

A Superdry informou que a onda de calor registada no último verão e o baixo número de dias mais frios registados em setembro vão afetar o seu desempenho económico em cerca de 10 milhões de libras (11,35 milhões de euros). Visto que o segundo semestre costuma representar até 75% do lucro anual da Superdry, pode-se concluir que a marca obtém a sua faturação graças às vendas de artigos de inverno, portanto, um verão longo e extremamente quente, seguido de um outono ameno, representa um efeito negativo para a empresa.


Superdry


Na segunda-feira (15), a Superdry declarou que espera que as receitas das suas marcas tenham um aumento de um dígito no primeiro semestre. O volume de negócios alcançado através dos canais de e-commerce também deve aumentar em apenas um dígito, mesmo que nos sites de propriedade direta o grupo registe um crescimento de dois dígitos. Neste caso, o comércio atacadista da Superdry deve aumentar um dígito percentual (tanto para o semestre quanto para o ano todo). Além disso, as suas lojas devem sofrer uma queda entre 1% e 5%. E tudo isto deve resultar em lucros anuais mais baixos do que o esperado.
 
O que não funcionou? "Num contexto de declínio da confiança do consumidor nos seus principais mercados", "dois fatores específicos" pesaram particularmente, segundo a empresa. "O verão e o outono foram caracterizados por temperaturas excecionalmente quentes no Reino Unido e na Europa continental, bem como na costa oeste dos Estados Unidos. Estas condições prolongaram-se em setembro e na primeira quinzena de outubro, influenciando fortemente a demanda dos produtos da coleção outono-inverno, em especial os sweats  e blusões, que representam cerca de 45% das vendas anuais da empresa. O efeito negativo das condições climáticas do primeiro semestre, combinado com os desafios que alguns parceiros de negócios da Superdry tiveram que enfrentar, devem ter um impacto negativo nos ganhos".

Diversificação
 
O anúncio influenciou o valor das ações da empresa, que caiu mais de 20% na segunda-feira. Mas, a empresa está a trabalhar numa solução e já está no quinto mês de um programa de 18 meses focado na diversificação e na inovação de produtos, com o objetivo de "ampliar a oferta e remediar a dependência de certas categorias de produtos".

O programa visa, principalmente, acelerar a expansão da Superdry nas categorias de "menor participação", como vestidos, saias, tops e jeans, e estendê-la a novos segmentos de mercado, como itens de alto padrão, desportivos e licenciados. E a Superdry "continua a manter a sua força de penetração nos seus principais segmentos (sweats, casacos e malhas), focando-se em inovações mais direcionadas".
 
Mas, o clima não foi o único problema: as taxas de câmbio também tiveram um impacto negativo, com os mecanismos de cobertura correspondentes que não ofereceram o grau esperado de proteção. "Isso implicará custos adicionais de cerca de 8 milhões de libras, distribuídos uniformemente ao longo do ano fiscal."


Superdry


Há alguma esperança para o segundo semestre? Até ao momento não é claro, e dependerá muito das condições climáticas e de outras circunstâncias externas. Mas, a marca britânica foi incentivada "pelo número reduzido de dias mais frios em setembro, onde obteve um bom desempenho em relação ao ano anterior, especialmente nas categorias de inverno, graças ao aumento do número de visitantes nas suas lojas.”

Apesar disso, a Superdry não espera que o regresso à normalidade aconteça em breve. “O comportamento do consumidor está a mudar cada vez mais rápido no mundo todo: a Superdry continua a investir de forma a estimular ainda mais o crescimento da empresa".
 
Para o CEO da Superdry, Euan Sutherland, a empresa tem "uma forte imagem de marca, com oportunidades significativas de crescimento, apoiada por sólidas capacidades operacionais; no entanto, não está protegida das dificuldades provocadas pela onda de calor incomum". "Estamos bem preparados para as festas de fim de ano, mas a segunda metade do ano fiscal de 2019 apresenta um percentual igual de riscos e oportunidades.”

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.