As 111 PME de excelência da têxtil nacional

São pequenas em volume de negócios, mas dão o exemplo em termos de profissionalismo, competitividade e pensamento estratégico. Na lista das PME Excelência 2018 anunciadas pelo IAPMEI estão 111 empresas do têxtil e vestuário, representando os vários elos da cadeia de produção.



Autonomia financeira, capacidade de crescimento e os resultados obtidos ao longo do ano servem de base para a distinção que é atribuída anualmente. Para chegar à lista final, o Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação (IAPMEI) coloca em análise todas as PME nacionais, dos serviços a qualquer setor da indústria, passando pela agricultura e pescas.

Na edição referente a 2018 regista-se uma forte presença da ITV, com empresas de todos os setores a serem distinguidas. Ao todo são 111 as PME de Excelência, num mapa quase totalmente dominado pelos distritos de Braga (64 distinções) e Porto (25). O concelho de Barcelos é o mais representado, com 27 casos de Excelência, mas existem também exemplos de sucesso fora da região Norte, como a Lousatêxtil, na Lousã, ou a têxtil Haco, na Covilhã.

Depois de atribuído, as empresas podem exibir o título de PME Excelência durante um ano. Um símbolo que não é apenas o reconhecimento do trabalho já feito, mas também um desafio para manter a fasquia alta e manter a distinção para o próximo ano.

Os 5 distritos mais representados
Braga – 64
Porto – 24
Aveiro – 8
Lisboa -4
Coimbra – 3

Os 5 concelhos mais representados
Barcelos – 27
Guimarães – 17
Famalicão – 9
Braga – 5
Fafe – 4

Copyright © Jornal T. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirTêxtilIndústria
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER