As cores da confeção marroquina

Lacoste, Petit Bateau e Eminence. O que têm em comum estas três marcas? São francesas, têm mais de 70 anos e a sua produção passa pela gigante Souvetmaille, produtora de vestuário sediada em Marrocos.


A Souvetmaille deitou raízes em Marraquexe em 1998 e trabalha com as três marcas francesas desde o início da atividade. São estes os principais clientes da especialista em confeção de vestuário em malha que fatura 3 milhões de euros por ano (30 milhões de dirhams) e que conta com cerca de 450 trabalhadores, sendo que a maioria é do sexo feminino.

A produtora de vestuário foi criada pelo francês Michel Daunay e atualmente confeciona polos, t-shirts, camisolas, pijamas e roupa interior.

Não têm departamento de design. A Souvetmaille recebe o material em cru e as especificações técnicas para cada produto e tenta produzir com a maior qualidade possível. Cortam, cozem, acabam e embalam.

A empresa foi a escolhida, este ano, pela Maroc in Mode para a habitual visita da comunicação social internacional. Questionado sobre os riscos de depender de três (grandes) clientes, numa altura em que a concorrência de países asiáticos é feroz, Michel Daunay afirmou que «estamos confiantes. Temos uma boa relação com os nossos clientes, que dura há 20 anos».

A visita foi conduzida a meias com Salima el Ouafi, diretora comercial da Souvetmaille, onde trabalha há 18 anos, que avançou que a concorrência chega de muitos países: Roménia, Tunísia, ou Vietname, mas admitiu que o Bangladesh é o maior rival. «Há alguns anos, cada país tinha uma especialidade, agora todos fazem tudo», lamentou, destacando que a grande vantagem de Marrocos é a proximidade ao mercado europeu. «Por exemplo, uma encomenda fica pronta numa sexta-feira e, na segunda-feira de manhã, já está nas lojas europeias», apontou Salima el Ouafi.

Clientes garantem condições de trabalho

O exterior de toda a Souvetmaille é laranja, obedecendo à regra da maioria dos edifícios de Marraquexe, mas o interior revela várias cores: a dos produtos que confecionam e as do hijab que cada trabalhadora utiliza conforme o cliente para que trabalha. Nos seus 4 mil metros quadrados, a empresa está dividida por cliente. Quem utiliza rosa confeciona para a Lacoste, o vermelho é da Eminence e o verde da Petit Bateau.

A empresa é alvo de auditorias, por parte dos clientes, que querem garantir que os trabalhadores exercem as funções com boas condições de trabalho, sublinhou Salima el Oaufi. «Todos os trabalhadores são declarados e recebem ou o salário mínimo, que ronda os 211 euros, ou mais. Não podemos arriscar o nosso negócio», assegurou. Os cerca de 450 trabalhadores executam funções durante 44 horas por semana, oito horas por dia entre segunda e sexta-feira e mais quatro horas na manhã de sábado.

Quando a qualidade é a prioridade

A Souvetmaille produz, semanalmente, cerca de 15 mil peças para a Lacoste, 40 mil para a Eminence e, para a Petit Bateau cerca 13 mil, o que totaliza quase 4 milhões de peças por ano.

Há uma grande confiança nos produtos produzidos na Souvetmaille, garantiu Salima el Ouafi.  «A relação com os clientes é muito boa. Para o futuro, o que queremos é melhorar a qualidade. Estamos satisfeitos com a nossa dimensão e com os nossos clientes. Queremos manter estas boas relações com os nossos clientes», assegurou a comercial ao Portugal Têxtil.
 

Copyright © 2019 Portugal Têxtil. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirIndústria
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER