Asos prevê despedimento de 100 funcionários na sua sede

Apesar do aumento nas vendas, o lucro da Asos está a diminuir. Com isso, a retalhista online britânica, que emprega mais de 4 mil pessoas em todo o mundo, está prestes a implementar um plano para reduzir a sua força de trabalho, revelou o jornal Sunday Times na sua edição de 7 de julho. Os cortes devem ser feitos na sede, em Londres. De acordo com o jornal britânico, este projeto de redução de postos de trabalho irá atingir 100 funcionários, principalmente na divisão de marketing. 


A sede da Asos está localizada no bairro londrino de Camden - Google/capture écran

A Asos, uma empresa de moda online de grande sucesso, foi fundada em 2000 e desfrutou de uma trajetória de crescimento exponencial, mas nos últimos tempos o seu negócio desacelerou. As vendas da empresa estão a progredir mais lentamente e a sua rentabilidade estagnou: no primeiro semestre do ano fiscal de 2018/19, a faturação da Asos registou um crescimento de 13%, para 1,3 mil milhões de libras, com queda de 87% no lucro. Um balanço que a administração da Asos descreveu como “dececionante". Pouco antes do final de 2018, a empresa fez um profit warning, o que causou uma queda de 40% nas ações. 
 
O comportamento do consumidor também continua a ser um desafio para os retalhistas online, pois afeta os seus custos. Durante alguns meses, a Asos envolveu-se numa luta contra os “serial returners”, os clientes que encomendam uma infinidade de itens e em um grande número de tamanhos e, de seguida, devolvem todos ou parte deles. Agora, a plataforma reserva-se o direito de bloquear utilizadores que se comportarem dessa maneira ou se suspeitar que os produtos devolvidos foram usados.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirModa - DiversosNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER