×
Publicado em
1 de abr. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Auchan X MyCloma: venda de roupa em segunda mão chega a mais duas lojas

Publicado em
1 de abr. de 2022

Foi no final de 2020 que a MyCloma, plataforma portuguesa de compra e venda de roupa em segunda mão, se estreou no retalho físico em parceria com os hipermercados Auchan ao abrir na loja de Matosinhos o seu primeiro espaço ReUse. Uma iniciativa que, a julgar pelo seu crescimento, tem sido bem recebida pelos consumidores: pouco mais de um ano após inauguração dessa primeira experiência, a Auchan e a MyCloma estendem o projeto a mais duas lojas, elevando para sete os supermercados Auchan que contam com um espaço ReUse.


O espaço ReUse está agora presente em sete lojas Auchan - Fotografia: DR


Arlete Paiva, diretora de Universo Têxtil da Auchan Retail Portugal, sublinha em comunicado que “promover a economia circular e reduzir o desperdício é um compromisso da Auchan Retail Portugal que procura todos os dias soluções que permitam levar a cabo esta missão”. Nesse sentido, continua a responsável, a parceria com a MyCloma visa reforçar o compromisso da retalhista “com a sustentabilidade e o combate ao desperdício têxtil”.
 
Criada por um grupo de jovens empreendedores portugueses com o propósito de “promover a economia circular através do prolongamento do ciclo de utilização da roupa”, a MyCloma associou-se à Auchan Retail Portugal no final de 2020 numa parceria que arrancou com um teste piloto na loja de Matosinhos. O sucesso da iniciativa levou ao seu crescimento e, atualmente, além do espaço inicial e das lojas de Guimarães e Alverca, já existem pontos de venda ReUse também nas lojas de Almada, Alfragide, Gondomar e Maia.

Recolhendo gratuitamente roupa em todo o país, a plataforma faz a triagem da mesma e coloca-a à venda a preços acessíveis. Por cada 15 peças vendáveis, o cliente ganha 10 euros para gastar em qualquer loja Auchan e 15 euros para utilizar no site da MyCloma. As peças consideradas não vendáveis são doadas a ONGs locais.

Sublinhando o facto do espaço ReUse estar agora presente em sete lojas, Ana Raquel Azevedo, responsável pela projeto ReUse da MyCloma, acredita que este crescimento  “é demonstrativo da mais-valia e da preponderância que este projeto tem para as duas partes”. Segundo a responsável, o acesso a roupa em segunda mão é fulcral no combate ao desperdício têxtil: “A importância do acesso, tornando a compra desta roupa tão banal quanto ir ao supermercado comprar pão ou arroz, é um princípio importante para a mudança de paradigma que queremos trazer para Portugal e assim continuarmos a trabalhar para que a segunda mão seja, cada vez mais, a primeira opção.”

Copyright © 2023 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.