×
358
Fashion Jobs
MINGA LONDON
Ecommerce Manager
Efetivo - CLT · GUIMARÃES
MINGA LONDON
Head of Creative Content / Art Director
Efetivo - CLT · GUIMARÃES
SALSA
IT Retail Systems Specialist – Oportunidade de Suporte e Participação em Projetos de IT
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
GIANNI KAVANAGH
Marketing Director
Efetivo - CLT · BRAGA
SALSA
IT Development Specialist – Oportunidade de Fazer a Diferença no Dia a Dia do Utilizador Final
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Faro
ADIDAS
Buyer - German Speaker (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo - CLT · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo - CLT · Alicante
EL CORTE INGLÉS, GRANDES ARMAZÉNS SA
Vendedores de Moda
Efetivo - CLT · LISBOA
RE/MAX COLLECTION, MAXGROUP
Profissional do Setor de Moda (m/f) Com Vertente Comercial
Estágio · LISBOA
BROWNIE
Sales Advisor
Efetivo - CLT · PORTO
BROWNIE
Sales Advisor
Efetivo - CLT · LISBOA
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - 8ª Avenida - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · São João da Madeira
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Parque Atlântico - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Ponta Delgada
CONFIDENCIAL
Engenheiro(a) de Qualidade Têxtil - Vestuário
Efetivo - CLT · PORTO
SANDRO PORTUGAL
Concession Manager - Lisboa el Corte Ingles h/m
Efetivo - CLT · LISBOA
LION OF PORCHES
Técnico(a) de Qualidade
Efetivo - CLT · VILA DO CONDE
RALPH LAUREN
Sales Associate (Vendedor Loja)
Efetivo - CLT · Alcochete
SANDRO PORTUGAL
16 Hours Sales Assistant Lisbon h/m
Trainee · LISBOA
MINGA LONDON
Stylist
Efetivo - CLT · GUIMARÃES
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
29 de abr de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Beleza de prestígio cresce consideravelmente na Unilever

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
29 de abr de 2021

A gigante mundial de produtos para o lar Unilever anunciou na quinta-feira um "forte crescimento" no seu segmento de beleza de prestígio e uma receita positiva em todas as divisões durante o primeiro trimestre.


Uniliver's Hourglass brand


As vendas subjacentes de Beauty & Personal Care (beleza e cuidado personal) cresceram 2,3% para 5 mil milhões de euros no primeiro trimestre, com 1,5% por volume e 0,8% por preço. Por seu lado, o negócio de Prestige Beauty (beleza de prestígio) cresceu na casa dos dois dígitos, impulsionado pela reposição gradual e pela reabertura das lojas físicas nos Estados Unidos.
 
Os produtos para pele e o cabelo cresceram cerca de 5%, assim como os de limpeza da pele, durante os primeiros dois meses. Depois, em março, registou-se uma queda porque, segundo a empresa, "começou a haver um forte aumento da demanda por produtos de higiene".

Quanto ao cabelo, o crescimento em limpeza e cuidado foi impulsionado pelos bons resultados obtidos na China e na Índia, parcialmente contrabalançados pela redução no consumo de produtos de pentear, uma vez que o confinamento e as restrições limitaram as ocasiões nas quais são utilizados.
 
A situação foi ainda pior no setor de desodorizantes, que registou uma queda de cerca de 8-9%, afetado pelo menor uso dos consumidores devido aos confinamentos e ao teletrabalho.
 
A empresa comunicou ainda a criação de uma nova unidade, Elida Beauty, composta por várias das suas marcas mais pequenas de beleza e cuidado pessoal, como Caress, Tigi, Timotei, Impulse e MonSavon, que juntas geraram receitas de cerca de 600 milhões de euros em 2020. Este novo segmento está "a progredir a um bom ritmo", graças a uma abordagem de gestão especializada.

Como parte desse “impulso para a evolução do portefólio”, a empresa lançou também a linha de inovação Care & Protect da marca Dove nas regiões da América, Europa e Índia, com uma nova tecnologia que alia “higiene e hidratação de longa duração em todos os formatos".
 
A Unilever disse ainda que a prestigiada marca de maquilhagem Hourglass lançou um batom vermelho 100% vegan, formulado com um pigmento com patente pendente que substitui o padrão da indústria, produzido a partir de besouros triturados.

No geral, durante o primeiro trimestre, as vendas subjacentes da empresa aumentaram 5,7% para 12,3 mil milhões de euros, com 4,7% por volume e 1% por preço. O comércio eletrónico continuou a apresentar bons resultados, com um crescimento subjacente das vendas de 66%, o que já representa 11% da faturação.

O CEO Alan Jope declarou em comunicado: "Continuamos focados na excelência operacional, o que nos permite melhorar a competitividade. Em 2021, esperamos alcançar um crescimento de vendas subjacente dentro do nosso marco financeiro plurianual de 3-5%, com o primeiro semestre próximo do topo dessa faixa. Esperamos que a margem operacional subjacente aumente ligeiramente no ano inteiro, após um declínio no primeiro semestre devido a uma série de fatores. A Covid-19 continua a provocar custos adicionais na cadeia de aprovisionamento e uma combinação negativa de margens. Os custos da matéria-prima e do transporte aumentaram ainda mais e sentiremos a redução nos gastos com marketing durante o primeiro semestre do ano passado.”

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.