Beleza orgânica tornou-se um grande negócio

A indústria da beleza está a passar por uma revisão orgânica e isso pode significar grandes negócios nos próximos anos.


O setor de cuidados pessoais orgânicos é o maior dos Estados Unidos, mas economias emergentes como China e Índia também testemunharam um aumento na demanda nos últimos anos - AFP

De acordo com um novo estudo, o mercado global de ingredientes para cuidados pessoais orgânicos irá atingir os 11,1 mil milhões de dólares até 2025, representando uma taxa de crescimento anual composta de 5,4% entre 2019 e 2025.

O estudo aponta como uma das principais razões para um aumento na demanda a crescente conscientização do consumidor sobre os benefícios dos produtos orgânicos para os cuidados pessoais - que são livres de produtos químicos potencialmente perigosos para a saúde - em comparação com os seus equivalentes sintéticos.

O setor de cuidados pessoais orgânicos é o maior dos Estados Unidos, mas economias emergentes, como Brasil, China e Índia, também testemunharam um aumento na demanda nos últimos anos.

O estudo destaca o aloe vera, o óleo de soja, o extrato de nim, a goma xantana e o óleo de peixe como algumas das principais matérias-primas usadas no fabrico de produtos orgânicos. Espera-se que o cuidado com a pele se torne o segmento de maior crescimento até 2025.

Os retalhistas foram rápidos em apostar na noção de beleza “clean" recentemente. Em julho, a rede de lojas Target lançou um novo ícone, o “Target Clean”, criado para alertar os compradores sobre produtos formulados sem certos produtos químicos, como ftalatos, propil-parabenos, butil-parabenos, laureth sulfato de sódio (SLES), entre outros. Desde então, o ícone foi aplicado a quase 4 mil produtos nos corredores de beleza e cuidados pessoais da retalhista.

No início deste ano, foi relatado que a gigante de cosméticos Sephora estava a triplicar a lista de ingredientes vetados no seu programa “Clean at Sephora", enquanto a Garnier apresentou uma nova linha de produtos orgânicos para a pele, a “Garnier Bio”, em França.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 AFP-Relaxnews. All rights reserved.

CosméticaEstéticaIndústriaNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER