Bimba y Lola avalia a entrada em seu capital de um novo sócio

A Bimba y Lola quer aproveitar a sua expansão para atrair investimento. Segundo El Confidencial, a empresa galega de moda está a buscar financiamento externo para consolidar a marca internacionalmente.

Pop-up da Bimba y Lola na Regent Street (Londres) - Bimba y Lola

A companhia estaria a negociar com várias entidades financeiras para buscar um novo sócio. Entre as entidades, às quais a empresa saiu em busca de assessoria, sem encontram Arcano, Lazard e Rothschild.
 
O crescimento da marca está a ser especialmente significativo no âmbito internacional, que representa atualmente 30% das vendas da companhia. O objetivo é que o mercado externo chegue a ser metade do negócio.
 
Já em 2013, especulou-se a possibilidade de que a Bimba y Lola dera entrada a seu capital ao fundo francês L Capital, vinculado ao conglomerado de luxo LVMH e a seu parceiro Pepe Jeans. A operação nunca se concretizou.
 
As previsões de faturação da companhia das irmãs María e Uxía Domínguez, sobrinhas de Adolfo Domínguez, passam por alcançar um número de vendas de aproximadamente 145 milhões de euros no exercício de 2016.
 
Os últimos resultados da empresa, anunciados em dezembro, registraram um crescimento de 29% em relação a 2015 no encerramento do terceiro trimestre do ano fiscal, que, no caso da Bimba y Lola, termina em fevereiro.
 
Atualmente, a Bimba y Lola conta com 221 pontos de venda entre lojas próprias e corners em centros comerciais, e nos próximos meses tem previsto adicionar ao menos dez adicionais, indo aos 230.

Traduzido por Anderson Alexandre Da Silva

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirModa - AcessóriosNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER