Brasil e China lideram as vendas da L'Occitane International

O grupo de cosméticos L'Occitane International reportou um volume de negócios não consolidado de mais de mil milhões de euros nos primeiros nove meses do seu ano fiscal 2017/2018 que encerrou a 30 de setembro, com queda de 0,6% em relação ao mesmo período do ano anterior. Uma ligeira diminuição que pode ser explicada, em parte, por taxas de câmbio desfavoráveis, uma vez que as vendas aumentaram 3% a taxas de câmbio constante.


86 Champs, concept store da L'Occitane em Provence em colaboração com Pierre Hermé, aberta na Avenida Champs Elysees, em Paris, em dezembro do ano passado. - DR

O grupo de cosméticos, que está cotado na bolsa de valores de Hong Kong e tem no seu portfólio as marcas L'Occitane en Provence e Melvita, ainda está focado nos mercados brasileiro e chinês, cujas vendas cresceram 12,5% e 23,4%, respetivamente. No Brasil, as vendas atingiram 50 milhões de euros e na China 114 milhões de euros. Durante o mesmo período de nove meses, o mercado francês experimentou um crescimento de vendas de 1,7%, atingindo 80,7 milhões de euros, representando 8% do crescimento global da L’Occitane.

Ao longo do período, o grupo abriu 16 novas lojas, em comparação com 56 nos primeiros nove meses do ano fiscal 2016/2017. Dez dessas lojas foram inauguradas na região da Europa e África do Sul. Em Paris, a L'Occitane International inaugurou no início de dezembro do ano passado uma concept store de 280 metros quadrados, na Avenida Champs Elysées, em colaboração com Pierre Hermé.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

PerfumesCosméticaNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER