Brexit: luxo britânico pode perder 6,8 mil milhões de libras em caso de saída sem acordo

De acordo com um estudo da Walpole publicado na segunda-feira (11), o luxo britânico, que conta com nomes de prestígio como Burberry e Bentley, pode perder até 6,8 mil milhões de libras por ano em exportações caso o Reino Unido saia da União Europeia sem acordo no dia 29 de março.


Montra da Burberry na Barneys- foto : Barneys

De acordo com o estudo da Walpole, o grupo de pressão da indústria britânica do luxo, até um quinto das exportações britânicas de luxo estarão ameaçadas. "As empresas de luxo britânicas estão determinadas a permanecer na Grã-Bretanha, mas estamos a perder a paciência com um governo que nos encaminha para o 'no deal'", disse Helen Brocklebank, CEO da Walpole. 

"As exportações perdidas pelo luxo britânico custarão à economia britânica cerca de 7 mil milhões de libras e acreditamos que esse dinheiro deve ser usado para fortalecer o país e não enfraquecê-lo. Pedimos que o governo exclua categoricamente qualquer saída sem acordo”, completou Brocklebank.

A Walpole representa 250 marcas de luxo, incluindo Alexander McQueen, Burberry, Bentley, Claridge, Dunhill, Harrods, Glenmorangie, Rolls-Royce e Wedgwood. Cerca de 80% dos artigos de luxo britânicos são exportados e a Europa é o maior mercado do setor.

Traduzido por Novello Dariella

© Thomson Reuters 2019 Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirLuxo - AcessóriosLuxo - CalçadosLuxo - DiversosNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER