Brexit sem acordo pode custar à Grã-Bretanha 2 mil milhões de libras em vendas de roupas e têxteis para a UE

Deixar a União Europeia sem um acordo comercial custaria à Grã-Bretanha pelo menos 16 mil milhões de euros (13 mil milhões de libras) em vendas perdidas para a UE , e provavelmente muito mais contabilizando efeitos indiretos e outros mercados, informou a agência de comércio das Nações Unidas UNCTAD na terça-feira (3). Isso incluiria 2 mil milhões de euros em vestuário e têxteis, 2 mil milhões em produtos de origem animal e 5 mil milhões em exportação de veículos automotores.



"A pesquisa da UNCTAD indica que um Brexit sem acordo deve resultar em perdas de exportação de pelo menos 16 mil milhões de euros, representando uma perda aproximada de 7% em exportações do Reino Unido para a UE", afirmou a agência.

A UNCTAD disse que o valor de 16 mil milhões é conservador e só levou em consideração um aumento das tarifas da UE de zero à taxa básica de "nação mais favorecida" que oferece aos países sem acordos preferenciais.

"Estas perdas seriam muito maiores por causa de medidas não-tarifárias, controlos de fronteira e consequente interrupção das redes de produção existentes no Reino Unido-UE", de acordo com o estudo da UNCTAD.

O estudo foi publicado enquanto o parlamento britânico discutia uma tentativa de impedir que a Grã-Bretanha saísse da UE a 31 de outubro sem um acordo transitório, que a Comissão Europeia descreveu como uma "possibilidade muito remota".

A UNCTAD disse que 20% das exportações da Grã-Bretanha fora da UE correm risco de ter tarifas mais altas em mercados como Turquia, África do Sul, Canadá e México - países que têm acordos comerciais preferenciais com a UE, mas ainda não concordaram em reverter esses benefícios para os exportadores britânicos em caso de um Brexit "sem acordo".

Se a Grã-Bretanha não fizer estes acordos antes de sair da UE, irá perder mais 2 mil milhões em exportações, com tarifas mais altas para carros, alimentos processados, roupas e têxteis, com 750 milhões em exportações de veículos automotores perdidos.

Mais perdas poderão ocorrer se a Grã-Bretanha não concluir acordos com o Vietname e os países do MERCOSUL (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai), que assinaram recentemente acordos comerciais com a UE.

Traduzido por Novello Dariella

© Thomson Reuters 2019 All rights reserved.

TêxtilNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER