×
370
Fashion Jobs
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- c. Comercial Alegro Alfragide (m, f)
Efetivo · Lisboa
TIFFOSI
Comprador de Moda (m/f)
Efetivo · Porto
CONFIDENCIAL
Gestor de Produção
Efetivo · PORTO
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- Centro Comercial Vasco da Gama (m, f)
Efetivo · Lisboa
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- c. Comercial Braga Parque (m, f)
Efetivo · Braga
ADIDAS
Buyer - German Speaker (m/f)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo · Alicante
BA&SH
Sales Assistant - el Corte Ingles Porto
Temporario · PORTO
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- Leiriashopping (m, f)
Efetivo · Leiria
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant - Lojas do Porto (m, f)
Efetivo · Porto
CONFIDENCIAL
Senior Sales Assistant
Efetivo · LISBOA
BOUTIQUE DOS RELÓGIOS
Assistente de Vendas - Cascais
Efetivo · CASCAIS
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Barcelos - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Barcelos
MINGA LONDON
Fashion Photographer
Efetivo · GUIMARÃES
SALSA
Salsa Gerente de Loja – Grande Porto – Encontra Aqui a Tua Paixão
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Team Leader (m/f)
Efetivo · Braga
ESTÉE LAUDER
Finance Administrator (Part-Time)
Efetivo · LISBON
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Vasco da Gama - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Lisboa
KLEED LOUNGEWEAR
Sales / E-Commerce / Customer Care Manager
Efetivo · LISBOA
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Porto - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Porto
ABSOLUTARGET
Ecommerce Assistant
Estágio · VILA DO CONDE
Publicidade
Por
Ansa
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
22 de mai de 2020
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Burberry: Efeito COVID-19 no quarto trimestre com -27% das receitas

Por
Ansa
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
22 de mai de 2020

A Burberry, a casa de moda de luxo britânica, fundada em 1856, foi fortemente afectada pelo efeito COVID-19, com 60% das lojas fechadas durante a pandemia, o que se reflecte no quarto trimestre, com as vendas a caírem 27%.


Burberry encorajada pela forte recuperação em algumas zonas da Ásia


Os resultados preliminares de final de ano, encerrados em março, revelam uma diminuição das receitas de 4% para 2,63 mil milhões de libras esterlinas (2,93 mil milhões de euros), um lucro operacional pró-forma ajustado de 404 milhões de libras esterlinas (451 milhões de euros), uma diminuição de 8%, e um lucro dos acionistas de 339 milhões de libras esterlinas (125 milhões de euros) para 122 milhões de libras esterlinas (125 milhões de euros) no ano passado.

Para proteger a posição de caixa, os dividendos foram reduzidos em 73%, para 11,3 pence, e o programa de poupança de custos foi acelerado, de modo a permitir uma poupança acumulada de 140 milhões até 2021.

"Antes do COVID-19, estávamos a ter um forte impulso, com as vendas a excederem as nossas expectativas. A emergência sanitária global teve um impacto profundo, mas estou muito orgulhoso da forma como respondemos", comenta o CEO Marco Gobbetti. "Temos um balanço sólido e liquidez, com espaço para investimento quando os mercados recuperarem. Levará tempo a sarar, mas somos encorajados pela nossa forte recuperação em algumas zonas da Ásia e estamos bem preparados para este período".
 

Copyright © 2021 ANSA. Todos os direitos reservados.