C&A Península Ibérica vende quase mais 7% em artigos no primeiro semestre

A C&A encerrou o primeiro semestre de 2018 com um aumento comparável de 6,8% no número de artigos vendidos em Espanha e Portugal em relação a 2017, conforme informou na terça-feira a empresa de distribuição de moda.

Imagem da campanha de primavera-verão 2018 da C&A - C&A

A empresa salientou que este resultado se traduziu, além disso, num aumento "significativo" no número de transações e visitantes nas suas lojas num período de "grande complexidade" para o setor, resultante das baixas temperaturas registadas nos primeiros meses do ano, que trouxeram consigo um declínio generalizado nas vendas.

"2018 está a ser um ano complexo, mas também de grandes desafios, já que estamos a levar a cabo grandes mudanças para oferecer aos nossos clientes uma experiência de compra mais eficiente e em linha com as suas novas necessidades", afirmou o diretor-geral da C&A em Espanha e Portugal, Domingos Esteves.

A empresa realçou que estes "bons" resultados são fruto da nova estratégia corporativa da C&A a nível mundial, que nos últimos meses envolveu a empresa num projeto "ambicioso" de transformação dos seus estabelecimentos, com o objetivo de implementar gradualmente o seu novo conceito de loja em todos os seus pontos de venda.

De facto, até ao final de 2018, mais de 10% das cerca de 1.500 lojas que a C&A tem na Europa receberão os seus clientes com um aspeto renovado.

Este plano dá continuidade ao caminho iniciado no passado exercício fiscal, quando a empresa modernizou um total de 45 pontos de venda a nível europeu. A empresa espera triplicar este número em 2018-2019, com a incorporação de mais 134 lojas, apoiada pelos resultados obtidos nos pontos de venda europeus renovados, que já geram, em média, mais 10% de vendas.

Além disso, como parte desta estratégia para gerar uma experiência de compra diferenciada e de valor, a C&A tem impulsionado nos últimos meses a sua aposta no comércio eletrónico.

Este impulso materializou-se com a implementação do serviço 'click&collect' em todas as suas lojas no final de 2017 e foi reforçado com o alargamento, este ano, do alcance do seu comércio eletrónico a 11 novos mercados, chegando aos 20.

Esta aposta resultou num aumento de 23% no tráfego online durante o primeiro semestre em comparação com o mesmo período de 2017.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2018 Europa Press. Está expressamente proibida a redistribuição e a retransmissão do todo ou parte dos conteúdos aqui apresentados sem o prévio e expresso consentimento.

Moda - Pronto-a-vestirModa - DiversosIndústria
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER