CEO da Giorgio Armani, Livio Proli, está prestes a deixar o cargo

Mudanças na gestão da Giorgio Armani. Enquanto as vendas do grupo de moda italiana estão estagnadas, o CEO Livio Proli irá deixar o cargo no final deste mês. O executivo continuará fazendo parte do conselho de administração e irá manter seu papel como presidente da equipe de basquete Olimpia Milano, que pertence ao grupo desde 2008.


Livio Proli - ph Olimpia Milano

Livio Proli foi nomeado CEO do grupo Giorgio Armani em setembro de 2009, sendo responsável pela gestão operacional e comercial. Anteriormente, ele dirigiu a Simint, empresa de produção que foi adquirida em 1996 pelo grupo Armani e renomeada GA Operations.

O executivo é um dos últimos grandes gestores do grupo a se afastar da direção desde a saída em 2014 do sobrinho de Giorgio Armani, Andrea Camerana, que foi apontado por um bom tempo como o herdeiro do costureiro, e de sua mão direita, Johan Hooks, em 2011.

O fundador homônimo, atualmente com 84 anos e sempre à frente de seu império, quer manter sua independência. Em 2016 ele criou uma fundação em seu nome. O objetivo era, como ele explicou em 2017 em entrevista ao jornal italiano Corriere della Serra, transferir uma parte das ações de sua holding que controla o grupo de moda para evitar o risco de uma aquisição ou desmantelamento.
 
Desde 2016, Giorgio Armani tem visto suas vendas diminuírem e parece estar sendo difícil de encontrar uma alavanca de crescimento. Em 2017, o volume de negócios da empresa atingiu 2.33 bilhões de euros, uma queda de 7% em relação a 2016, ano em que já havia registrado uma contração.
 
Nos últimos dois anos, a empresa racionalizou sua oferta e distribuição, reorganizando-se principalmente em torno de três eixos: a divisão de luxo, com a linha principal Giorgio Armani, a coleção de alta-costura Armani Privé e a linha de design e mobiliário Armani/ Casa; a segunda linha Emporio Armani, que agora incorpora também a clássica linha Armani Collezioni e a Armani Jeans, a marca casual voltada para uma clientela mais jovem, assim como a linha Armani Junior; e por fim, a linha comercial A / X Armani Exchange, com um estilo jovem e urbano.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirModa - AcessóriosModa - CalçadosLuxo - Pronto-a-vestirLuxo - AcessóriosLuxo - CalçadosNomeações
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER