×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
5 de dez. de 2022
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Chanel adquire especialista italiana em jeans de alta qualidade FashionArt

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
5 de dez. de 2022

A Chanel volta a investir no Made in Italy, e pela primeira vez no segmento de denim. A maison de luxo francesa anunciou que adquiriu uma participação de 60% na empresa FashionArt SpA, a sua fornecedora de longa data, especializada no fabrico de jeans e roupas de ganga de alta qualidade, que atua também com tecidos para bolsas e sapatos. O valor da operação não foi divulgado.


Look Chanel em renda de ganga criado pela FashionArt para o verão 2019 - © PixelFormula

 
Desde há 15 anos que a Chanel vê as suas peças de denim feitas por esta fabricante sediada no Veneto, em Limena, nas imediações de Pádua. A FashionArt tem entre os seus clientes, além da marca francesa, os principais nomes do luxo, desde a Louis Vuitton à Burberry, mas também jovens designers, de quem continuará a ser fornecedora.

Foi, no entanto, com a Chanel, que o fundador Andrea Rambaldi estabeleceu os laços mais fortes, pois criou a FashionArt quando começou a trabalhar para a empresa.

Desafio lançado por Karl Lagerfeld


 
Engenheiro químico, filho de pai tintureiro e de mãe costureira, enquanto trabalhava no ramo de máquinas de lavar industriais, Andrea Rambaldi conheceu em 2007 Karl Lagerfeld a quem apresentou algumas amostras criadas a partir das suas experiências pessoais em ganga. O lendário diretor artístico da Chanel colocou-o à prova, pedindo-lhe que criasse calças jeans, "evocando as cores do nevoeiro matinal inglês" para a coleção Métiers d'Art 2007/08 Paris-Londres. "A FashionArt nasceu com essa primeira peça desbotada com pinceladas turvas feitas à mão", diz a empresa.
 
Fundada em 2008, emprega hoje 38 pessoas e colabora com 15 parceiros altamente qualificados localizados no seu âmbito geográfico, que gerenciam a produção das peças de vestuário, enquanto coordena todo o ciclo de desenvolvimento internamente, incluindo a preparação de moldes e classificação e confeção de protótipos, em dois prédios de 2.500 metros quadrados.
 
Reconhecida pela sua expertise em denim, a FashionArt tem investido fortemente em pesquisa tecnológica e desenvolvimento sustentável. Em especial, possui certificação GOTS (Global Organic Textile Standard), assim como toda a sua cadeia produtiva externa.
 

Mais um modelo feito pela FashionArt para a coleção de primavera-verão 2020 da Chanel - © PixelFormula


Como explica a Chanel, para descrever o savoir-faire da confeção, "ao invés do método tradicional que consiste em começar pela estampa do tecido, os artesãos da FashionArt confecionam primeiro a peça. De seguida, esta é descosturada, e passada segundo os efeitos desejados por abrasão à base de pó, corte a laser, impressão 3D de estampas, trabalhada em jacquard, acrescentada de bordados ou de uma inserção em tweed. O último passo é remontar meticulosamente a peça de forma idêntica".
 
O número de empresas que trabalham em artesanato e fábricas adquiridas pelo grupo de luxo desde 1985 subiu agora para 42, com 12 maisons de arte e 30 fabricantes.

A FashshionArt é a décima empresa italiana a entrar neste universo. Em Itália, o grupo parisiense conta com três empresas sapateiras, Roveda, Gensi e Nillab Manifatture (Calzaturificio Ballin); o fabricante piemontês de fios e tecidos de fantasia Vimar 1991; duas empresas especializadas em marroquinaria, Mabi International e Renato Corti; dois curtumes Samanta e Conceria Gaiera Giovanni; além da empresa de meias Paima.
 

Copyright © 2023 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.