×
371
Fashion Jobs
JD SPORT
Marketplace Business Developer (m/f)
Efetivo · Maia
FOREO
Business Development Specialist
Efetivo · Lisbon
SALSA
Ecommerce Product Specialist – Oportunidade de Especialização em Ecommerce
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services - Compensation (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sales Associate Part-Time - Centro Comercial The Style Outlets - Vila do Conde
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Gestor de Produto (m/f)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Demand Planner (m/f)
Efetivo · Maia
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - General Admin - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Director Gbs Accounting & Tax Europe (m/f)
Efetivo · Porto
MAX MARA PORTUGAL
Sales Assistant - Max Mara - el Corte Ingles
Temporario · LISBOA
DIREKTE LINE
Mobile Merchandiser (Repositor/a) 8h/s Sâo Joâo da Madeira
Trabalho temporário · SÃO JOÃO DA MADEIRA
JD SPORT
Vendedor (m/f) Sport Zone Alcantarilha - Nova Abertura
Temporario · Alcantarilha
BIMBA Y LOLA
Vendedor/a - Porto Norteshopping
Temporario · PORTO
BIMBA Y LOLA
Encarregado/a de Loja - Guimarães
Temporario · GUIMARÃES
BIMBA Y LOLA
Vendedor/a - Guimarães
Temporario · GUIMARÃES
MAJE
Supervisor - Lisbon Amoreiras
Temporario · LISBOA
BIMBA Y LOLA
Vendedor/a - Vila do Conde
Temporario · VILA DO CONDE
COURIR PORTUGAL
Vendedor/a / Sales Assistant – Porto - CDI - 40h - m/h
Efetivo · VILA NOVA DE GAIA
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
24 de jan. de 2022
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Chiara Ferragni procura investidor

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
24 de jan. de 2022

Chiara Ferragni quer passar para o nível seguinte. Após ter reestruturado as suas atividades, a famosa influenciadora italiana, que conta com mais de 26 milhões de seguidores no Instagram, pretende abrir o capital da sua empresa para acelerar o seu crescimento. Ferragni está à procura de um fundo de investimentos para apoiar a expansão da Fenice (antiga Serendipity), empresa que produz a sua marca de pronto-a-vestir e acessórios homónima. Para isso, concedeu um mandato ao banco francês BNP Paribas para a apoiar nesta operação.


Chiara Ferragni no desfile de Alta Costura da Schiaparelli, a 24 de janeiro - Instagram


Ferragni declarou na segunda-feira no suplemento económico do diário italiano Corriere della Sera, sem especificar a parte que pretende vender, nem como a estrutura acionária será reorganizada: “Sempre tivemos a ideia de ter um fundo no nosso capital, mas primeiro tivemos que reestruturar a empresa do ponto de vista financeiro e encontrar harmonia. Hoje, depois de dois anos de trabalho desde que assumi a gestão da empresa, e de os resultados estarem à vista, chegou a hora de ter um parceiro financeiro."
 
A empresa Fenice é uma das duas atividades desenvolvidas pela jovem empresária. Fundada em 2013 para gerir a sua marca Chiara Ferragni Collection, é propriedade da instagrammer (32,5%), da empresa de investimentos Alchimia, de Paolo Barletta (40%), Nicola Bulgari (13,75%) e das famílias Barindelli e Morgese (13,75%).

Na sequência de um diferendo com Pasquale Morgese, que produz coleções de sapatos e acessórios através da sua empresa Mofra, a influenciadora foi nomeada em 2020 diretora-geral da Fenice, enquanto a empresa aprovava um novo plano industrial e um aumento de capital de 3,5 milhões de euros, assumindo a gestão direta do comércio eletrónico.
 
Chiara Ferragni tem a ambição de criar uma marca de lifestyle em torno do seu nome e tem multiplicado licenças. Assim, nos últimos dois anos, forjou toda uma série de parcerias: vestuário e acessórios com a Swinger International (Genny), roupa interior e beachwear com a Velmar, detida pela Aeffe (Moschino), moda infantil com a Monnalisa, produtos infantis como mobiliário e carrinhos com a Nanan, joias com a Morellato, óculos com a Safilo, papelaria com a Pigna, e sapatos feitos pela Mofra.
 
Ferragni acaba também de lançar uma linha de maquilhagem, gerida internamente, que é produzida pela Intercos e distribuída pela Douglas, devendo em breve diversificar também-se para os perfumes.

Esta estratégia impulsionou o volume de negócios para 26 milhões de euros em 2021, contra 1,2 milhões em 2020 (com um prejuízo operacional bruto de 500 mil euros). Em 2022, a Fenice deverá sair-se ainda melhor, apontando para 61 milhões de euros de receita com um Ebita de 2,4 milhões de euros.
 
A outra parte do império de Chiara Ferragni, que alcançou um volume de negócios total de 46,3 milhões de euros em 2021, está organizada em torno das suas atividades de consultoria e promoção de imagem. Por um lado com a Tbs Crew (6,8 milhões de euros de volume de negócios), à frente do site The Blond Salad, na origem do sucesso da influencer, que agora é a única acionista, e por outro com a Sisterhood srl (13,5 milhões de euros em 2021). Formada em 2018 para lidar com a gestão de marcas e o design de campanhas publicitárias, esta empresa estará destinada a assumir um papel de holding, segundo o Corriere della Sera, controlando efetivamente a Tbs Crew.
 
Durante o segundo semestre, a empresária irá mudar-se para novos e espaçosos escritórios na Via Turati, em Milão. Atualmente, o grupo emprega cerca de vinte pessoas. A marca é distribuída, além do e-commerce, em duas lojas em Milão e Cortina d'Ampezzo, bem como nos principais grandes armazéns. O seu principal mercado é Itália (50%), seguida pela Europa (40%).

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.