×
355
Fashion Jobs
GRUPO CÃES DE PEDRA
Head of Marketing / Brand Manager
Efetivo - CLT · PORTO
GIANNI KAVANAGH
Marketing Director
Efetivo - CLT · BRAGA
UNREAL FIELDS
Creative/Art Director
Efetivo - CLT · LISBOA
SALSA
Commercial Product Manager - Work With Product in The Fashion Business
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
SALSA
IT Development Specialist – Oportunidade de Fazer a Diferença no Dia a Dia do Utilizador Final
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Buyer (m/f) - French Speaker
Efetivo - CLT · Porto
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Faro
ADIDAS
Buyer - German Speaker (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo - CLT · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo - CLT · Alicante
SALSA
Industrial Improvement Manager – Tinturaria/Lavandaria/Acabamentos Especiais
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Alegro Alfragide - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Carnaxide
GRUPO CÃES DE PEDRA
Diretor(a) Creativo Moda Hombre / Mujer
Efetivo - CLT · VILA DO CONDE
LION OF PORCHES
Editor de Imagem/Vídeo (m/f)
Efetivo - CLT · PORTO
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Almada Fórum - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Almada
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Loures Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Loures
SYSTEMACTION
Vendedor
Estágio · LISBOA
THE KOOPLES
Sales Assistant Part Time (20h) Lisboa
Trabalho temporário · LISBOA
THE KOOPLES
Concession Manager w/m - Lisboa - Full Time
Efetivo - CLT · LISBOA
CONFIDENTIAL
Concession Manager w/m - Lisboa - Full Time
Efetivo - CLT · LISBOA
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Braga - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Braga
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
14 de dez de 2020
Tempo de leitura
5 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Christian Dior para o outono 2021: vamos fazer com que esta festa corra bem

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
14 de dez de 2020

"Depois da tempestade, vem a bonança" e depois vem a festa após a pandemia. A Christian Dior lançou o lookbook e o vídeo da sua coleção para o outono 2021, na segunda-feira (14 de dezembro), e estas não são definitivamente roupas para fazer corar flores de estufa e sim para serem ousadas por mulheres determinadas. É evidente que a maison Dior espera que os bons tempos regressem no segundo semestre do próximo ano.


Look Christian Dior da coleção de pronto-a-vestir para o outono 2021 - Foto: Brigitte Niedermair


O que era também evidente pelo aspeto inicial dos looks: um casaco de três botões perfeitamente cortado, mas feito numa estampa de leopardo castanha combinada com uma blusa de renda e vários colares de corrente; ou mini-saias em malha inspiradas na Art Pop, dignas de uma cantora de yé-yé francês dos últimos tempos. Tudo com muito estilo para after hours mais do que para cocktails.
 
Antes de saírem à caça, estas senhoras Dior colocam enormes óculos de sol pretos dignos de Jackie Onassis, escapando do paparazzo pioneiro Ron Galella; cintos de corrente apresentados sobre a barriga exposta; e dezenas de mini pingentes de pérola do dragão.

O ponto de partida da coleção foi, na realidade, uma gabardina da Dior com estampas de leopardo vintage concebidas nos anos 50, uma reiteração de casacos de pele e acessórios muito favorecidos por Mizza Bricard, uma das musas mais lendárias de Monsieur Dior, que disse ter inventado o termo Miss Dior. Dizia-se uma senhora, que nunca se levantava da sua cama antes das 14 horas, e sempre vestida com estampas de pele de animais e pérolas.


Look Christian Dior da coleção de pronto-a-vestir para o outono 2021 - Foto: Maripol


"Senti que o seu carácter notável, as suas extravagâncias de gosto inimitáveis, teriam um efeito excelente no temperamento fleumático que tinha herdado dos meus antepassados normandos", escreveu Monsieur Dior sobre Mizza, na sua autobiografia.
 
E tal como Mizza Bricard, a diretora criativa da Dior, Maria Grazia Chiuri, não tem medo de misturar eras e ideias, o que faz com grande efeito para a coleção da estação de outono 2021. Chiuri mergulhou mesmo na sua própria juventude em Itália com a feliz e brilhante imprudência da Fiorucci. Uma influência aparente na brilhante nova tomada da impressão oblíqua, vista numa capa de plástico transparente com capuz. Ou também em macacões prateados; minissaias prateadas com botões adesivos de CD ou bonés de jóquei prateados dignos de outra influência no pensamento de Chiuri  o grupo só de mulheres K-pop Black Pink. A maior sensação de banda feminina do planeta desde as Spice Girls ou TLC, o Black Pink tornou-se o grupo mais subscrito no YouTube em setembro de 2019. A vocalista do grupo, Jisoo, já é embaixadora da Dior e foi apresentada no lançamento do novo Bobby Bag da Dior.
 
"A moda não pode resolver os problemas do mundo, mas pode ajudar a criar mais optimismo. Sim, o nosso trabalho é complicado, especialmente agora, neste ano. Mas por vezes precisamos de ver a moda como um jogo, que tem de ser jogado por puro prazer", argumentou Chiuri num pré-show Zoom com editores.
 
E mesmo quando Maria Grazia Chiuri cria o vestido de brocado com motivo millefiori, mostra-o aberto na frente com um soutien de renda verde tingido em contraste aparente. As suas heroínas contemporâneas auto-sustentadas aparecem em mini-saias plissadas de couro preto; e camisas de renda usadas por baixo de bustiers de couro S&M, ostentando boinas parisienses. Para além da sensação de diversão, Chiuri pediu a Maripol, a famosa cronista dos anos 80 do centro de Nova Iorque, artista, produtora e estilista, para captar grande parte da coleção em Polaroid, dando um tremendo pontapé de saída. Foi como se o fantasma dos bastidores do Mudd Club tivesse conseguido chegar até à boutique da Dior na avenida Montaigne de Paris. Um look inspirado no famoso clube em Manhattan (Nova Iorque) que funcionou entre 1978 e 1983, o qual distingue bordados adornados por lantejoulas penduradas ou discos de lantejoulas espelhados com uma superfície estroboscópica.


Look Christian Dior da coleção de pronto-a-vestir para o outono 2021 - Foto: Brigitte Niedermair


Chamem-lhe um sismo juvenil na Dior, pois Chiuri capta a alegria de viver do crescimento, e a sensação de que a moda oferece infinitas possibilidades para os indivíduos se reinventarem.
 
Ao longo de todo o tempo houve também uma corrente mista de ideias, desde o pop surrealista inglês de Richard Hamilton até à iconografia cartoon de Day-Glo de Marco Lodola, passando pela renovação psicadélica de Andy Warhol do mestre renascentista Paolo Uccello, e a sua lendária imagem de São Jorge e do Dragão. Acrescentando uma certa grandeza ao sulco.
 
Reflectindo sobre o ano passado, Chiuri recordou o seu último espetáculo ao vivo para a Dior numa tenda montada nos jardins das Tuileries em setembro, como "uma experiência bastante surrealista. Ver um backstage vazio nos bastidores é muito estranho. Como ver também a cidade de Paris vazia. Porque as cidades não são construídas para serem vazias... A caminho do trabalho, Paris ainda é muito sossegado dia após dia. Nem sabemos o que vai acontecer com o espetáculo da alta costura. Sim, estamos a criar a coleção, mas vamos ver o que acontece com o desfile; quem sabe?"
 
Chiuri concluiu: "No estúdio temos tido altos e baixos. Sim, por vezes com grande entusiasmo, mas depois não. Sejamos francos, a moda não é o que era  especialmente este ano. O sistema foi frequentemente atacado, mesmo por nós próprios. Mas a moda é também uma nova forma de humanidade. Vinda da necessidade de usar roupas para nos mudarmos a nós próprios. Devemos ser honestos quanto a isso. Tenho visto tantas críticas ao nosso setor, mas gosto de lembrar que aqui na Dior criamos beleza".
 
Embora desenvolvida na pandemia, a coleção começará a vender a retalho em maio, "se tudo correr bem", acrescentou a designer italiana, atual diretora criativa da Dior.
 
Numa palavra: moda de festa pop de poder pós-pandémico.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.