×
328
Fashion Jobs
ADIDAS
Manager Scm Products - Product Supply Primary Data (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Supply Chain Management Products - Tms Integration (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Planning Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Project Manager Supply Chain (M/F/D)
Efetivo · Porto
SALSA
Marketplaces Account Manager - Oportunidade de Contrubuir Para a Internacionalização da Marca
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Gbs HR Services - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
SALSA
Ecommerce Product Manager – Desenvolvimento do Negócio Digital da Marca
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Senior Sap Apo/Ibp (Snp) Consultant (F/M/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Hcm/sf Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Consultant - Sac/bw-ip/Fico (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Consultant - Sac/bw-ip/Fico (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Controlling & Reporting - Brand Operating Overheads (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Controlling & Reporting - Group Functions Controlling Legal (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Controlling & Reporting - Marketing Working Budget (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services Bik - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Comprador de Vestuário (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sales Associate Part-Time - Centro Comercial The Style Outlets - Vila do Conde
Efetivo · Porto
Por
EFE
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
24 de mai. de 2022
Tempo de leitura
4 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Chus Burés desenha coleção de joias únicas em papel

Por
EFE
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
24 de mai. de 2022

Chus Burés – o mestre joalheiro e criador não convencional de Barcelona, radicado em Madrid – está mais uma vez a optar por um material singular, como seja o papel, que redescobre para a criação de joias únicas, como demonstra na sua última exposição, "Frágil", que inaugura na quarta-feira (25 de maio) no Centro de Arte Alcobendas de Madrid.
 

FRÁGIL, um projeto de Chus Burés comissariado por Guillermo Espinosa - Facebook: Chus Burés


"É uma coleção feita do ponto de vista de um ourives, desenhos frágeis que também podem ser exibidos", explicou Chus Burés, que esclarece afirmativamente que "não é origami ou pariroflexia".
 
De 25 de maio a 11 de setembro, o Centro de Arte Alcobendas de Madrid acolhe a exposição "Frágil", a mais recente do designer que criou o icónico gancho de cabelo utilizado como arma letal, para o filme "Matador" de Pedro Almodóvar, e que se iniciou na joalharia numa altura em que a reciclagem era o foco do seu trabalho, e depois de aprender o comércio de joias em oficinas em Barcelona e Madrid, onde se estabeleceu em 1983.

“Nessa altura, Madrid estava a desfrutar de um período de efervescência artística sem precedentes, conhecido como a movida madrileña, que proporcionou o cenário ideal para Chus conhecer artistas de diferentes disciplinas. De facto, Chus tem colaborado ao longo da sua carreira com uma variedade de artistas incluindo Louise Bourgeois, Jesús Soto, Carlos Cruz-Díez, Miquel Barceló, Carmen Herrera e Santiago Sierra”, pode ler-se no site da sua marca homónima.
 
Como também diz a marca: “Chus Burés é um criador não convencional, um transgressor artístico, que trabalha principalmente no campo da joalharia. Um conceituado designer, que se distingue pelos seus designs inovadores e soberbos, os quais foram aclamados pela crítica em todo o mundo”.
 
Embora esta seja a primeira vez que trabalha com o referido material tão delicado quanto singelo, o catalão de 57 anos indica que o papel sempre foi "flutuante" na sua vida porque o utiliza para fazer os modelos dos seus desenhos.
 
O curador da exposição, Guillermo Espinosa, descreve as peças como "elementos escultóricos de vanguarda", uma visão efémera, com um grande "condicionamento emocional" que apela a um mundo que nos tornou "mais vulneráveis, e que faz mudar a nossa forma de consumo, tornando-nos mais conscientes das alterações climáticas".


Imagem gentilmente cedida pelo mestre joalheiro Chus Burés, que ilustrauma das peças da exposição - EFE


Esta não é a primeira vez que Burés se afasta de materiais nobres como a seda, plástico, chocolate, vidro e cortiça, que têm sido algumas matérias utilizadas na conceção das suas joias.
 
Nesta ocasião (como noutras), criou uma coleção sob o ponto de vista do ourives, mas com o material fornecido pela fábrica de papel Torraspapel, resultando numa série de peças tão delicadas às quais incorpora pérolas e diamantes, fazendo contrastar as gemas de luxo com texturas mais usuais para "criar um diálogo" entre elas, explica o joalheiro natural de Barcelona onde se formou.
 
Apesar da sua fragilidade, "são joias para exibir" num material maleável, onde não há cola ou agrafos, embora "com limitações". O papel é tratado com celulose reciclada, corantes naturais e processos químicos garantidos pelos cuidados com o ambiente.
 
Entre todas as peças da exposição, destaca-se Cosmica Delights, uma gargantilha perfumada, feita com papéis Maimero e Curious Matter de cores intensas e com "flores cósmicas que emitem uma fragrância", especialmente criada para esta joia.
 
"O material é tão abstrato como a fragrância", argumenta o designer de interiores de formação, pela Llotja School de Barcelona, que cedo desenvolveu uma paixão pela linguagem corporal e linguagem do vestuário, que depois abriu caminho à conceção de joias, como explica também o site da sua marca.
 
Outra peça que tem um significado especial para o autor é o Poema, um colar que cobre o corpo, uma homenagem a um dos seus realizadores preferidos Pier Paolo Pasolini, no centenário do seu nascimento, que se intitula como um dos seus poemas "Adulto? Mai" (Adulto? Nunca).
 
Uma peça mais cara de cerimónia em papel preto bordado com pregaria e um conjunto de colar e pulseira com trabalho aberto em positivo-negativo que simula a botoeira de Maiorca dos séculos XVII-XIX feito de ouro, pérolas e pedras preciosas são outras joias que se destacam na exposição.
 
"Conseguiu coisas muito complicadas tecnicamente", sublinha o curador sobre o novo trabalho de Chus Burés, que mais uma vez reinventou a forma de trabalhar com joias.
 

© EFE 2022. Está expressamente proibida a redistribuição e a retransmissão do todo ou parte dos conteúdos dos serviços Efe, sem prévio e expresso consentimento da Agência EFE S.A.