×
Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
22 de out. de 2019
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Com maior demanda por produtos de beleza, P&G eleva previsão para o ano inteiro

Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
22 de out. de 2019

A empresa americana Procter & Gamble anunciou na terça-feira (22) que elevou as suas estimativas de vendas e lucros para o ano inteiro após registar resultados acima do esperado no primeiro trimestre, o que foi impulsionado pela demanda pelas suas marcas de beleza premium, como SK-II e Olay.



A fabricante de produtos para cuidados pessoais nº 1 do mundo prevê um crescimento dos lucros do ano inteiro na faixa de 5% a 10%, em comparação com a estimativa anterior de crescimento de 4% a 9%. A P&G espera que as vendas do ano inteiro cresçam até 5%, em comparação com a expectativa anterior de 4%.

As vendas orgânicas, que excluem aquisições, desinvestimentos e efeitos cambiais, aumentaram 7% no primeiro trimestre. A empresa americana teve um crescimento sólido no seu segmento de beleza e saúde, com aumento de 10% nas vendas orgânicas de produtos de beleza.

As vendas orgânicas na unidade de limpeza, um ponto sensível para a empresa, registaram um crescimento de 1%. A sua marca de barbear Gillette registou uma depreciação de 8 mil milhões no quarto trimestre. No total, as vendas líquidas subiram 6,6%, para 17,80 mil milhões de dólares, superando a estimativa média dos analistas de 17,42 mil milhões de dólares, de acordo com dados IBED da Refinitiv.

O lucro líquido atribuível à empresa aumentou para 3,59 mil milhões de dólares, ou 1,36 dólares por ação, nos trimestre encerrado a 30 de setembro, contra 3,20 mil milhões de dólares ou 1,22 dólares por ação, no mesmo período do ano anterior.

Excluindo itens, a empresa ganhou 1,37 dólares por ação, superando a estimativa de 1,24 dólares.

© Thomson Reuters 2021 All rights reserved.