Com novo investimento, marca de Victoria Beckham é avaliada em 100 milhões de libras

As dúvidas quanto à rentabilidade da marca de moda de Victoria Beckham foram respondidas na segunda-feira (27), quando a empresa anunciou uma aliança estratégica com um investidor, num acordo que avaliou o negócio em 100 milhões de libras.


Ver o desfile
Victoria Beckham - primavera-verão 2017 - © PixelFormula

A empresa recebeu um investimento de 30 milhões de libras da Neo Investment Partners, liderada por David Belhassen, o executivo que fundou a cadeia francesa de padarias Paul e a expandiu com sucesso no Reino Unido.

A Neo comprou uma participação minoritária na empresa da celebridade britânica, mas, o negócio continuará a ser controlado pela Beckham Brand Holdings, joint venture de Victoria e David Beckham com o empresário Simon Fuller. Victoria Beckham usará os novos recursos para financiar as suas ambições globais.

A marca de moda de Victoria Beckham tem feito sucesso nos últimos anos, em parte graças à fama da fundadora e da sua família. Mas, os críticos também foram forçados a admitir que o que eles pensavam ser um projeto de vaidade da estrela pop se tornou num negócio sério, e as coleções criadas por Victoria Beckham e a sua equipa foram bem recebidas.

A marca encabeça regularmente o ranking das redes sociais durante a Semana de Moda de Nova Iorque  e Victoria Beckham também conseguiu grande êxito com as suas coleções de maquilhagem high-end lançadas em colaboração com a Estée Lauder Companies.

Atualmente disponível na Selfridges e Harvey Nichols, no Reino Unido, e na Bloomingdale's, nos Estados Unidos, a marca também possui duas lojas próprias, em Londres e Hong Kong.

Mas, como mencionado, houve dúvidas sobre o quão estável é o negócio. Estas surgiram no ano passado, quando as autoridades fiscais do Reino Unido alertaram Beckham de que a sua empresa corria o risco de ser encerrada por não ter reportado os seus resultados financeiros dentro do prazo por três anos consecutivos. A marca recebeu um "aviso de greve obrigatória", mas evitou o problema quando apresentou os seus resultados referentes ao ano encerrado em dezembro de 2015 no início de janeiro deste ano.

Essas contas mostram que a sua renda cresceu 7% para 36,51 milhões de libras, enquanto a perda líquida atingiu quase 4,6 milhões de libras. Acredita-se que a marca recebeu um empréstimo de 6,6 milhões da DB Ventures, empresa que gere os contratos de publicidade de David Beckham. A avaliação atual de 100 milhões de dólares é duas vezes maior do que o valor das suas vendas em 2016, de acordo com o Telegraph.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirLuxo - AcessóriosCosméticaNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER