×
Por
Portugal Textil
Publicado em
27 de jul. de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Comfysocks muda-se para Famalicão

Por
Portugal Textil
Publicado em
27 de jul. de 2021

A falta de mão de obra qualificada levou a empresa dinamarquesa a transferir a sua produção de meias da Lituânia para Portugal, precisamente para Vila Nova de Famalicão. A nova unidade, que começou a trabalhar em março, implica um investimento de 2,2 milhões de euros e 150 postos de trabalho.


©CMVNF


Fundada em 1998 por Jørgen Mørup e Steen Aaes, a Comfysocks tem uma filosofia de trabalho escandinava e uma aposta clara no “made in Europe”. A empresa de peúgas, que compra fios apenas a fornecedores europeus, nomeadamente de Portugal, Itália e Alemanha, transferiu em 2004 a sua produção para a Lituânia, onde passou de 50 para 150 máquinas. «Contudo, devido à falta de mão de obra qualificada, decidimos mover a nossa produção para Portugal – um país bem conhecido pela sua forte indústria têxtil», salienta a empresa no seu website.

A mais recente unidade da Comfysocks começou a laborar em Vila Nova de Famalicão no passado mês de março, ocupando quatro pavilhões industriais, com uma área de 4.500 metros quadrados.

«Tem sido um ano atípico em muitas dimensões, mas para nós repleto de grandes e interessantes mudanças, para corresponder a um vasto grupo de clientes em crescimento e líderes nos seus segmentos», explicou Filipe Pereira, diretor da unidade produtiva em Vila Nova de Famalicão, durante a visita do presidente da câmara, Paulo Cunha, e do vereador para a economia e inovação, Augusto Lima, do município. «É neste contexto que a Comfysocks Portugal tem um projeto de investimento para o biénio 2021/2022 de 2,2 milhões de euros e conta criar cerca de 150 postos de trabalho neste período», acrescentou Filipe Pereira.


©Comfysocks


Em Portugal, a Comfysocks produz três a quatro milhões de meias por ano, graças a um parque tecnológico atualizado – no qual investiu cerca de um milhão de euros nos últimos anos – e consegue colocar os produtos em cinco dias úteis em quase todos os países europeus, refere no website. «É nosso objetivo estar no centro do desenvolvimento têxtil tecnológico, com recursos humanos de elevada competência, capaz de prestar um serviço de excelência e com práticas de negócio sustentáveis. Eleger o Norte de Portugal, e em particular Vila Nova de Famalicão, foi de certo modo uma escolha fácil quando o alinhamento de práticas, estratégias e sinergias têm tanto em comum», afirmou o diretor da unidade.

A Comfysocks tem um portefólio de produtos que vão desde as meias de desporto, para ciclismo, ski, fitness e desportos indoor, às meias e acessórios de compressão, passando por meias de trabalho, com logótipos personalizados, e peúgas de moda e clássicas.

A Comfysocks tem ainda a certificação GOTSGlobal Organic Textile Standard, GRS – Global Recycled Standard e RWS – Responsible Wool Standard e começou a aplicar este ano uma estratégia de sustentabilidade para 2030 que pretende reduzir, reutilizar e reciclar o cartão, plástico, cones de fio e restos de fio resultantes do processo produtivo.

Copyright © 2021 Portugal Têxtil. Todos os direitos reservados.