×
363
Fashion Jobs
JD SPORT
Marketplace Business Developer (m/f)
Efetivo · Maia
FOREO
Business Development Specialist
Efetivo · Lisbon
SALSA
Ecommerce Product Specialist – Oportunidade de Especialização em Ecommerce
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services - Compensation (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sales Associate Part-Time - Centro Comercial The Style Outlets - Vila do Conde
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Gestor de Produto (m/f)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Demand Planner (m/f)
Efetivo · Maia
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - General Admin - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Director Gbs Accounting & Tax Europe (m/f)
Efetivo · Porto
M+RC NOIR
Executive Assistant
Efetivo · PORTO
M+RC NOIR
Director of Collections / Production Manager
Efetivo · PORTO
THE KOOPLES
Sales Assistant 24h - Colombo
Efetivo · LISBOA
ADIDAS
Specialist Gbs Procurement Operations - French Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Credit And Collections Specialist North & Nordics (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Gbs Taxes Systems (M/F/D)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Vendedor (m/f) Sport Zone Vasco da Gama
Temporario · Lisboa
JD SPORT
Vendedor (m/f) Sport Zone Viana Estação Shopping
Temporario · Viana do Castelo
JD SPORT
Vendedor (m/f) Sport Zone Foz Plaza
Temporario · Figueira da Foz
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
2 de dez. de 2019
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Consumidores mais endinheirados impulsionam compras turísticas na Europa

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
2 de dez. de 2019

Quase 0,5% dos turistas geram sozinhos 17% do mercado de reembolso de impostos na Europa. Estes clientes "Elite" representam também o segmento mais dinâmico, com um aumento de 13% nas suas compras nos primeiros dez meses de 2019. Uma tendência apresentada pela especialista em compras isentas de impostos Global Blue Tax durante a apresentação do seu mais recente relatório, na quinta-feira, em Milão, numa conferência organizada pela Altagamma, que reúne os grandes nomes do luxo italiano.


Apresentação da Global Blue em Milão - DR


Este fenómeno surge à medida que o talão médio progride em todos os setores e em todas as regiões, especialmente na faixa alta. "A taxa de crescimento é cada vez maior para as compras de talões médios muito elevados, uma novidade", nota Pier Francesco Nervini, diretor operacional para a Europa Central e do Norte da Global Blue, que sugere que a indústria do luxo suba de categoria e incentive as vendas no travel retail. Especialmente porque o setor viu as suas compras isentas de impostos recuperarem terreno este ano após o declínio de 2018.
 
"Em 2019, o mercado europeu das compras livres de impostos retomou o crescimento, que foi interrompido no ano passado e afetou todo o continente", afirmou o pesquisador. As compras de luxo feitas por turistas nos principais países europeus aumentaram 10% entre o início de janeiro e o final de outubro, com um regresso notável dos russos nos últimos meses. Espanha registou o maior aumento (+20%) "graças a uma política de vistos esclarecida e à remoção, desde julho, de um limite mínimo de despesas que permite que turistas não europeus fazerem compras livres de impostos".

Seguiram-se Itália (+16%) e o Reino Unido (+11%), enquanto França (+1%) e Alemanha (+2%) registaram uma contra tendência, com um crescimento fraco, que desaparece no final do ano, uma vez que estes dois países viram as suas vendas de produtos de luxo isentas de impostos caírem 2% entre agosto e o final de outubro.

Mais de 50 mil euros gastos por ano durante viagens


 
Neste contexto, os "Elite Shoppers", conforme são definidos pela Global Blue, aparecem como uma nova categoria de consumidores a serem observados de perto. Estes viajantes não são homogéneos, vêm de países, classes e idades muito diferentes entre si. Segundo dados extrapolados pela Global Blue, "num ano, fazem mais de três viagens, com uma média de 15 dias de permanência num país estrangeiro, realizando quase 12 transações, num total de 55 mil euros".
 
Entre estes, os americanos mostraram-se os mais dinâmicos, com as despesas livres de impostos a saltarem 30% na Europa nos primeiros dez meses do ano. "As compras integram-se cada vez mais na sua experiência de viagem, o que não era o caso anteriormente", indica Pier Francesco Nervini. Estes são seguidos por turistas do sudeste asiático (+21%) e turistas dos países do Golfo (+20%).


Os clientes mais endinheirados revitalizam o mercado livre de impostos - Global Blue


França é o país que mais os atrai. Entre setembro de 2018 e outubro de 2019, 36% escolheram este destino e ficaram, em média, cinco dias, seguindo-se Itália e o Reino Unido por 31%. Em França, determinaram 28% das compras isentas de impostos, a taxa mais alta. Em Itália, 21%.
 
Outra lição interessante é que estes clientes Elite não gastam apenas no segmento de gama muito alta, onde o valor médio dos produtos excede os 5 mil euros. De facto, 71% das suas despesas passam por marcas lifestyle, com artigos em torno de 300 euros, premium (com produtos vendidos entre 300 e 750 euros), luxo acessível (entre 750 e 1500 euros) ou luxo (entre 1500 e 5 mil euros).
 
Convém notar também que os turistas chineses continuaram a dominar o mercado das compras isentas de impostos na Europa, com uma participação de 34% entre janeiro e outubro de 2019, mas os seus gastos no período cresceram apenas 7%, em comparação com +25% para os americanos, que pesam 8% neste mercado. Além dos chineses, russos, americanos, árabes do Golfo e japoneses, novos turistas passam a recompor a distribuição geográfica dos clientes das compras isentas livres de impostos com um peso significativo de 31% do total, e novas nacionalidades emergem, como os tailandeses e indonésios.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.