×
376
Fashion Jobs
TIFFOSI
Comprador de Moda (m/f)
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo · Faro
ADIDAS
Buyer - German Speaker (m/f)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo · Alicante
RALPH LAUREN
Sales Associate Part Time/ Vendedor de Loja (Part Time)
Efetivo · Modivas
RALPH LAUREN
Sales Associate Part Time / Vendedor de Loja (Part Time)
Efetivo · Modivas
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Évora Plaza - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Évora
TIFFOSI
Store Manager/ Gerente de Loja
Efetivo · Beja
HUGO BOSS
Sales Associate Hugo Boss Centro Comercial Lisboa (f/m)
Efetivo · Lisbon
HUGO BOSS
Sales Associate Hugo Boss Centro Comercial Lisboa (f/m)
Efetivo · Lisbon
LEVI'S
Part-Time 20h Levi Strauss Eci
Efetivo · Vila Nova de Gaia
SALSA
Digital Marketing Assistant – Suporte Aos Canais Paid Marketing, Newsletters e Redes Sociais
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Fórum Coimbra - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Coimbra
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Nosso Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Vila Real
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Porto Centro - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Porto
SALSA
Trade Marketing Assistant – Suporte Aos Canais Wholesale & Department Store
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Fórum Algarve - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Faro
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Vila do Conde Fashion Outlet - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Vila do Conde
SALSA
Conseiller(e) de Vente 30h Aeroville
Efetivo · Paris
SALSA
Conseiller(e) de Vente 35h Aeroville
Efetivo · Paris
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Alma Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Coimbra
Por
AFP-Relaxnews
Publicado em
6 de jan de 2015
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Consumidores pretendem comprar de forma mais inteligente com seus aparelhos

Por
AFP-Relaxnews
Publicado em
6 de jan de 2015

Relaxnews – Os consumidores estão cada vez mais inclinados a confiar nas informações que recebem em seus smartphones e dispositivos móveis do que a pedir ajuda a um vendedor ao realizar uma compra.


Essa tendência crescente – de acordo com a Associação de Consumidores Eletrónicos (CEA) dos EUA, 58% dos consumidores americanos admitem fazê-lo – confirma-se mais entre homens de 25 a 44 anos e é mais comum quando a compra em questão é um aparelho eletrónico.

Ao planejar uma nova compra tecnológica, 60% dos compradores alegam usar seus aparelhos para ajuda, ao passo que 55% desses dizem que seus smartphones os ajudam a fazer compras em supermercados físicos. Além disso, 47% dos entrevistados admitem comportamento similar ao comprar roupas, 45% o fazem antes de comprar sapatos e 39% para escolher produtos de saúde e beleza.

O relatório da CES “Melhorando a Experiência dos Consumidores de Eletrónicos nas Lojas com Uso de Aparelhos Móveis” descobriu que 62% dos compradores móveis – ou seja, aqueles armados com um smartphone ou tablete enquanto passeiam pelos corredores das lojas – acreditam mais em informações obtidas em buscas com seus aparelhos móveis ou aplicativos do que nas informações das lojas ou cartazes dos produtos.

“Os aparelhos móveis modificaram bastante o comportamento dos consumidores”, diz Steve Koenig, diretor de análise da indústria da CEA. “As lojas estão cada vez mais focadas em criar uma experiência de consumo completa, e os aparelhos móveis agora são uma peça vital desse quebra-cabeça”.

Entre aqueles que usam smartphones nas lojas, a ação mais comum é a busca geral na Internet (69%). Apenas pouco mais da metade (52%) visitam um sítio específico de loja, 47% usam aplicações específicas de lojas para smartphones ou tabletes e 46% dizem que verificam o sítio do fabricante.

Ao comprar aparelhos eletrónicos, comparar preços (63%), ler notas e avaliações (52%) e buscas na Internet por mais informações (51%) são as ações mais comuns com smartphones.

No entanto, o smartphone não está a substituir o relacionamento tradicional que a loja tenta manter com seus consumidores. Dos compradores entrevistados pela CES, 81% dizem que estariam preparados para compartilhar dados pessoais com uma loja em troca de ofertas especiais ou outros benefícios.

Os consumidores ficam mais confortáveis em compartilhar sua localização física (48%), seguido de seu perfil de utilizador (46%) e detalhes de contato pessoal (40%).

“Em pouco tempo, a maioria dos americanos passou a possuir aparelhos móveis, e, tão rápido quanto, tais aparelhos tornaram-se os visores da vida digital dos americanos”, diz Shawn DuBravac, Ph.D., economista-chefe da CEA. “Agora estamos a ver esta tendência influenciar os hábitos dos consumidores, em especial nas compras de itens tecnológicos. As lojas começam a responder a esses novos hábitos, e isso pode ser verificado agora nas compras do fim de ano, com o crescimento do interesse nas aplicações de lojas”.

Copyright © 2021 AFP-Relaxnews. All rights reserved.