×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
6 de jan de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Copenhagen Fashion Week torna-se digital

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
6 de jan de 2021

À medida que a Dinamarca transita para o seu nível mais elevado de alerta COVID-19, a Copenhagen Fashion Week (CFW) anunciou que esta edição de fevereiro será um evento totalmente digital, enquanto foram canceladas as feiras comerciais da cidade como a CIFF-Copenhagen International Fair e Revolver.


Looks da coleção Ganni apresentada na Copenhagen Fashion Week em agosto passado - Foto: Jakob Landvik / Ganni


O anúncio chega pouco depois de um briefing na terça-feira (5 de janeiro), durante o qual o primeiro-ministro dinamarquês Mette Frederiksen revelou que o país estaria a avançar para o nível mais alto da escala de alerta nacional COVID-19 de cinco níveis.
 
Todos os desfiles e conversações apresentados no programa da CFW terão, portanto, lugar como previsto, de 2 a 4 de fevereiro, mas serão agora apresentados através de uma plataforma digital dedicada, cujo lançamento está previsto para 14 de janeiro.
 
O programa do evento, que inclui desfiles como os da Ganni, Baum und Pferdgarten, Gestuz, Samsøe & Samsøe, Rotate Birger Christensen, e Stine Goya, já foi publicado, enquanto que o programa de conversações será, de acordo com os organizadores da semana da moda, revelado em meados de janeiro.
 
Embora a CFW tenha sido capaz de se adaptar às restrições apertadas do novo coronavírus com um formato alternativo, outros eventos da indústria programados para ter lugar na capital dinamarquesa no próximo mês serão obrigados a saltar esta estação. Com todas as feiras comerciais proibidas na Dinamarca até ao final de fevereiro de 2021, tanto a CIFF como a Revolver, que deveriam decorrer de 3 a 5 de fevereiro, tiveram de ser canceladas.
 
"Devido ao atual desenvolvimento do COVID-19, fomos forçados a cancelar todos os eventos físicos desta vez, incluindo as feiras comerciais", explicou Cecilie Thorsmark, CEO da Copenhagen Fashion Week, num comunicado. "Apesar de ser definitivamente indesejável, é inegavelmente a coisa certa a fazer, e em vez disso esperamos poder voltar a reunir-nos fisicamente para a semana da moda de agosto de 2021".
 
No verão passado, Copenhaga foi uma das várias semanas de moda, incluindo Paris, Milão, Londres e Nova Iorque, a experimentar um formato híbrido "phygital", permitindo às marcas de participarem com apresentações físicas ou digitais.
 
A decisão da semana de moda de optar por um calendário totalmente digital nesta estação segue-se após discussões com a CIFF, Revolver, Dansk Fashion & Textile, e associação dinamarquesa de moda WEAR, tendo recebido a aprovação de todas as partes envolvidas nestas conversações.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.