×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
18 de fev. de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Coronavírus: Chanel e Prada adiam desfiles na China e no Japão

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
18 de fev. de 2020

A Chanel anunciou na segunda-feira (17 de fevereiro) o adiamento de um desfile previsto para maio em Pequim devido ao coronavírus, que apareceu em dezembro na China e já resultou em mais de 1.700 mortos no país. A marca francesa tomou esta decisão com base na "situação atual e tendo em consideração as recomendações das autoridades chinesas".


Chanel Métiers d'Art 2020 - outono-inverno 2020 - Moda Feminina - Paris - © PixelFormula


Agora adiado para "um momento mais oportuno", este desfile seria uma réplica do apresentado em dezembro de 2019 e dedicado aos Métiers d'Art. Batizada "31 rue Cambon", morada dos salões e estúdios históricos da Chanel, esta coleção é inspirada no apartamento de Gabrielle Chanel e foi apresentada em Paris, num ambiente imaginado pela realizadora Sofia Coppola.
 
"A Chanel está a seguir a situação de perto; a saúde e o bem-estar das suas equipas e dos seus clientes são a prioridade", afirmou a casa de moda num breve comunicado.

Por seu lado, a casa italiana Prada, que havia anunciado que desfilaria com a sua próxima coleção cruise no Japão, também em maio, decidiu igualmente adiar o evento, face aos preparativos perturbados pelas incertezas sobre a progressão do vírus.

Vários desfiles de estilistas chineses em Paris, no âmbito da próxima Semana da Moda Feminina (de 24 de fevereiro a 3 de março), também foram cancelados, como o de Jarel Zhang, a fim de "garantir a boa saúde e segurança de ambos os países e reduzir o número de contactos".
 
(A redação com AFP

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.