Cortefiel fatura mais 4% nos seus primeiros nove meses

Cortefiel dá um salto quantitativo no canal online. O grupo acaba de apresentar os seus resultados após o terceiro trimestre, com crescimento no valor total das vendas, em particular no negócio digital e no lucro operacional, assim como a redução da dívida que vinha a pesar nas operações da empresa.

Loja da Cortefiel no centro comercial Nevada - Cortefiel
No período entre 1 de março e 30 de novembro de 2017, a receita do grupo superou os 810 milhões de euros, o que representa um crescimento de 4% em relação ao mesmo período do ano anterior.
 
Nos primeiros nove meses do atual ano fiscal da Cortefiel, que termina a 28 de fevereiro de 2018, as vendas online aumentaram 33,4% no computo geral, com crescimentos superiores a 30% em todas as marcas.
 
Em relação ao terceiro trimestre do ano em particular, as vendas em comércio eletrónico da empresa proprietária da Springfield e Women’secret cresceram no conjunto mais de 40%.
 
Por seu lado, o lucro operacional bruto ou EBITDA recorrente aumentou 81,7% até alcançar os 110,9 milhões de euros, contra os 61 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano passado.
 
Este aumento no EBITDA é consequência do incremento das vendas combinado com a melhoria da margem bruta em três pontos percentuais sobre as vendas, juntamente com uma melhoria na alavancagem operacional de 2,9%. O EBITDA recorrente correspondente aos últimos 12 meses passa de 102,5 milhões de euros em novembro de 2016 para 164,5 milhões de euros em 2017, o que representa um aumento de 60%.
 
Finalmente, no final do período, a dívida líquida do grupo reduziu para 555,9 milhões de euros. Para Jaume Miquel, CEO do Grupo Cortefiel, a melhoria da rentabilidade é derivada da estratégia implementada desde setembro de 2016. “Concretiza-se no reforço das marcas, na reorganização do portfólio de lojas, a aceleração do plano de expansão, o controlo do stock e a melhoria de margens, bem como a contenção das despesas operacionais”, explicou Miquel.
 
Além dos resultados financeiros, os programas de fidelização da Cortefiel continuaram a crescer até alcançar os 21,6 milhões de associados para o conjunto das marcas durante os primeiros nove meses do ano fiscal.
 
Este tipo de programas tem uma importância estratégica para o grupo. As vendas a eles associadas aumentaram 6% em relação aos primeiros nove meses do exercício 2016/17.

A 30 de novembro, o Grupo Cortefiel conta com uma rede de vendas que totaliza 1971 lojas distribuídas por mais de 80 países, das quais 1181 são próprias, 678 franquias e 112 corners. Durante o período, destaca-se a abertura de novos pontos de venda em Espanha, Portugal, Rússia, Irlanda, Eslovénia, Líbano, Qatar e República Dominicana, entre outros.
 
Fundado em Madrid em 1880, o grupo conta com cinco cadeias: Cortefiel, Pedro del Hierro, Springfield, Women’secret e as lojas outlet Fifty Factory.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

ModaNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER