Coty renova contrato de licença com Lacoste para produzir os seus perfumes

A Coty, a empresa número um em perfumaria, acaba de anunciar que renovou a sua parceria com a Lacoste para a produção dos seus perfumes. A marca francesa de moda juntou-se à empresa americana de beleza no final de 2016. O valor da transação não foi divulgado, mas esta renovação deve fortalecer a posição da Coty, cuja última faturação foi de 9,39 mil milhões de dólares, como líder mundial em perfumaria.


Campanha francesa do perfume French Panache, da Lacoste - © Lacoste

Anteriormente sob a alçada do grupo de bens de consumo Procter & Gamble, a licença da Lacoste foi adquirida pela Coty no momento da aquisição de várias licenças operadas pela P&G, como os perfumes de marcas como Hugo Boss, Dolce & Gabbana e Gucci; a maquilhagem da Cover Girl e Max Factor; e as tintas de cabelo da Well e Clairol. Essa aquisição, estimada em 12,5 mil mbilhões de dólares, permitiu à Coty conquistar a liderança no setor d perfumaria.

"A renovação de nossa licença com a Lacoste demonstra nossa total confiança no sucesso desta parceria e no papel fundamental da marca no nosso portefólio para impulsionar o nosso crescimento futuro”, declarou Edgar Huber, presidente da Coty Luxury. Thierry Guibert, CEO da Lacoste, espera que esta parceria ajude a marca a consolidar-se no mercado de perfumaria.

Durante quase três anos, a relação entre a Coty e a Lacoste possibilitou o lançamento de perfumes como "L'Homme Lacoste" e da linha "French Panache". A renovação do contrato acontece ao mesmo tempo que a rival da Coty, a L’Oréal, acaba de anunciar a aquisição das fragrâncias da Valentino e negoceia as licenças da Thierry Mugler e Azzaro. Uma verdadeira corrida para arrebatar a liderança da Coty.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

PerfumesNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER