×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
26 de mar. de 2020
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

COVID-19: Canada Goose e Gap vão produzir equipamentos médicos

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
26 de mar. de 2020

Canada Goose, fabricante de casacos de luxo com sede em Toronto, e Gap, grupo norte-americano de moda casual, sediado em San Francisco, juntaram-se a dezenas de outras marcas de moda na luta contra o coronavírus COVID-19.


Canada Goose vai produzir equipamentos médicos para os canadianos - Facebook: Canada Goose


A marca de moda outdoor anunciou, quarta-feira (25 de março), que irá utilizar as suas fábricas para produzir os equipamentos médicos necessários para os profissionais da saúde e pacientes do Canadá. 

A partir do  início da próxima semana, as suas instalações em Toronto e Winnipeg, que contam com aproximadamente 50 funcionários cada, fabricarão inicialmente 10.000 unidades de batas para profissionais da saúde, bem como aventais para pacientes, que serão doados localmente sem nenhum custo. A empresa informou ainda que pode estender a produção em instalações adicionais, conforme necessário.

"No Canadá, há pessoas que arriscam as suas vidas diariamente na linha de frente do combate ao COVID-19, em instalações de saúde, e precisam de ajuda. Agora é hora de juntarmos os nossos recursos e capacidades de fabrico para trabalhar para um bem maior", declarou Dani Reiss, presidente e CEO da Canada Goose, num comunicado à imprensa. "Os nossos funcionários estão prontos, dispostos e aptos a ajudar, e é o que estamos a fazer. É a união canadiana a funcionar".

Da mesma forma, a retalhista norte-americana Gap disse que irá ligar algumas das maiores redes de hospitais da Califórnia aos seus fabricantes para entregar máscaras, batas e aventais para os profissionais da saúde que estão a actuar na linha de frente. 

Na semana passada, a Canada Goose e a Gap juntaram-se a centenas de outras marcas e retalhistas nos fechos das lojas. A Canada Goose anunciou o fecho de todas as suas lojas de retalho na América do Norte e Europa até pelo menos 31 de março, enquanto a Gap adoptou uma abordagem menos drástica, fechando temporariamente pouco mais de 100 pontos de venda da extensa rede de retalho nos EUA e Canadá, e reduzindo o horário de funcionamento nos demais locais da região.

Dani Reiss também se comprometeu a renunciar ao salário nos próximos três meses, o qual será destinado ao Canada Goose Employee Support Fund, um fundo criado para os funcionários afectados pelos fechos de lojas e fábricas, mas que não são elegíveis à assistência do governo. Além disso, no mês passado, o Canada Goose anunciou uma doação de RMB 1 milhão à Wuhan Charity Federation para ajudar a combater o surto de COVID-19 em Wuhan, na China.

Canada Goose e Gap são apenas algumas das muitas marcas que estão a trabalhar para aliviar  a crise do coronavírus COVID-19. Conglomerados de luxo como a Prada e LVMH estão a usar as fábricas para produzir tudo, desde máscaras faciais a álcool em gel para profissionais da saúde de toda a Europa. Da mesma forma, muitas marcas, incluindo a Everlane e Kenneth Cole, destinam o valor arrecadado com vendas para apoio de instituições de caridade.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.