×

Daniel Grieder demite-se do cargo de CEO da PVH Europe e Tommy Hilfiger

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
3 de jun de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

"Os maiores presentes de Daniel para a nossa organização têm sido a melhor ligação da marca aos nossos consumidores em todo o mundo e a criação de uma cultura organizacional que nos permite estar focados em permanecer na vanguarda do produto, da inovação e da cultura". Terça-feira (2 de junho), a Tommy Hilfiger relata num comunicado de imprensa as contribuições de Daniel Grieder para a sua marca.


Daniel Grieder, CEO da Tommy Hilfiger - PVH


Porque Daniel Grieder está a deixar Tommy Hilfiger? É o diretor-geral global da marca desde 2014, mas está também a reformar-se do Grupo PVH, do qual era o patrão de toda a Europa desde 2013. Grieber conhece o funcionamento interior do gigante da moda americana de dentro para fora. Juntou-se à empresa europeia Tommy Hilfiger, há 23 anos, e tem vindo a dirigir as suas operações no Velho Continente desde 2006. Em particular, apoiou a criação e implementou com sucesso a estratégia da marca See Now Buy Now.

Para lhe suceder, o grupo escolheu respeitar a continuidade, promovendo Martijn Hagman, que trabalha no grupo, em posições de gestão financeira, há mais de 12 anos. Chegado da empresa de auditoria e consultoria Ernst&Young, o holandês é CFO da PVH Europe e Tommy Hilfiger Global desde 2014. Em 2017, acumulou o cargo de chefe de operações.


Martjin Hagman, CFO da PVH Europe e daTommy Hilfiger Global


"Foram 23 anos fenomenais", disse Daniel Grieder. Uma vez que estamos no meio desta mudança sísmica na nossa indústria, encontramo-nos numa posição única para fazer uma mudança que, creio, nos lançará numa nova era para a marca. É uma sensação agradável saber que posso entregar a pasta a Martijn. Tem sido um verdadeiro amigo, um confidente seguro e um ajudante de confiança durante os últimos 12 anos. Nunca há um momento perfeito para deixar uma empresa que se ama. As opções são sair demasiado tarde ou demasiado cedo, mas eu sabia que queria dar este passo com o mesmo optimismo, energia e paixão que me impulsionaram na minha carreira".

Emanuel Chirico, presidente do Conselho de Administração e diretor executivo da PVH, elogiou a contribuição do líder (que não especificou qual seria o seu próximo desafio): "Daniel tem sido um campeão no desenvolvimento das nossas capacidades de inovação e na expansão da reputação da Tommy Hilfiger a nível mundial, insistindo sempre que a marca é centrada no consumidor, mas também digital e sustentável. Conseguiu isso através da construção de uma equipa de gestão muito forte".

Uma equipa que assumirá os desafios da economia pós-pandémica de COVID-19. Em abril, o grupo anunciou um volume de negócios de 9,91 mil milhões de dólares (9,06 mil milhões de euros) para o exercício financeiro que termina em 2 de fevereiro. Mas, não se pronunciou sobre o seu exercício de 2020.
 

Copyright © 2020 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.