Desenvolvimento sustentável: Première Vision lança a Smart Creation

Por ocasião de uma conferência reunindo os dirigentes da Camera della Moda e do British Fashion Council, a organizadora francesa dos salões têxteis lança uma iniciativa virada ao desenvolvimento sustentável, a Smart Creation.


Por meio de um questionário entregue pela Première Vision, os expositores foram convidados a apontar os sistemas de desenvolvimento sustentável implantados em diferentes níveis da sua cadeia de produção. Um manancial de informação que leva a um esclarecimento importante sobre a sustentabilidade da fileira, mas também que permite a seus atores uma melhor focalização dos aspetos da sua produção, por vezes pouco realçados junto dos compradores.
 
"Os consumidores e, portanto, os legisladores, estão hoje mais alertas no que respeita às responsabilidades, e estão a demandar produtos sustentáveis", explica Chantal Malingrey, diretora de marketing e de desenvolvimento sustentável da Première Vision. "Ora essas questões podem ser a fonte ligada a questões de criatividade e de inovação".
 
Mais de 2.000 empresas teriam recebido esse questionário, do que a Première Vision espera um retorno significativo antes de realçar os primeiros dados. O objetivo é coletar os "Smartfacts" no que concerne às empresas fabricantes, em especial a respeito de questões de rastreabilidade e de transparência, passando por aquelas sobre as condições de produção.
 
"Não é só mais uma iniciativa verde", explica, no entanto, para começar Chantal Malingrey. Os dirigentes da Première Vision eram, na realidade, questionados com regularidade quanto à resposta a ser dada pela organização à busca pelas produções sustentáveis. Presidente da Première Vision SA, Philippe Pasquet explicou, em seguida, a recusar-se a atender a essa demanda via "gadgets", não respondendo à altura do desafio.
 
Apresentado ao longo de uma conferência dedicada ao desenvolvimento sustentável, este anúncio foi então feito na presença de Carlo Capasa. E isso alguns dias depois de o novo presidente da Câmara Italiana da Moda ter, ele mesmo, anunciado a implantação em breve de regulamentações sobre a presença de produtos químicos no vestuário, desenvolvidas em conjunto com uma dezena de marcas italianas (Gucci, Prada, Valentino, Versace...).

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

TêxtilIndústria
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER