Desfiles Masculinos: tendências para a primavera-verão 2019

As coleções de moda masculina para a primavera-verão de 2019, que acabam de ser apresentadas em Londres, Florença, Milão e Paris, destacaram, em particular, dez grandes tendências, aproveitando o fenómeno do street e do sportswear, introduzido nos últimos anos. O fato de treino surge agora como o novo fato e o guarda-roupa de homem continua a transformar-se, com um espírito cada vez mais leve e descontraído, sem esquecer o elemento desportivo e do hiper-desempenho, com um foco particular nos materiais técnicos.


N°21, primavera-verão 2019 - © PixelFormula
 
A onda do plástico

Alguns designers bem tentaram sensibilizar os consumidores para os perigos da poluição e para a causa dos oceanos invadidos por sacos de plástico (veja-se a presença desses sacos amarrados no pulso, como pulseiras, na Facetasm). Mas, a julgar pela explosão de PVC e materiais plásticos vistos em todas as passarelas, ainda há trabalho a fazer. Como se verificou nomeadamente com a sala completamente coberta de plástico e repleta de poufs de PVC onde decorreu o desfile da Prada.

Este material transparente e brilhante, rígido ou fluido, certamente proposto em fórmulas sustentáveis e recicladas em muitas marcas, é particularmente atraente para os criadores devido ao seu aspeto inovador e futurista. Além dos sobretudos transparentes vistos em temporadas anteriores, agora estende-se a todo um guarda-roupa, disponível em vinílicos, oleados, poliésteres, silicone, borracha e outros neoprenos. Sem mencionar os acessórios, como a grande corrente de plástico vista na Louis Vuitton, Undercover e Maison Mihara Yasuhiro.


M1992, primavera-verão 2019 - © PixelFormula

O maxi casaco

A tendência oversized derivada do streetwear, que começou nas últimas temporadas, está a instalar-se, mas regressa a proporções mais moderadas. Aparece nomeadamente em grandes casacos, que cobrem sistematicamente as coxas, e oferece ao homem a armadura ideal para enfrentar um mundo cada vez mais competitivo. Para o próximo verão, será de preferência ajustado ao tamanho com um cinto. O fenómeno XXL também se encontra nas calças amplas e confortáveis e especialmente nas maxi-camisas, que assumem a aparência de túnicas.
 
Colete de caçador

O tema da proteção vislumbrado no inverno passado continua e estabelecer-se, aliado à necessidade de fazer face a todas as situações, numa vida cada vez mais nómada, nas quais o homem deve ser capaz de se deslocar e viajar sem entraves, carregando consigo tudo aquilo de que necessita, com a tenda e a embalagem a serem integradas no vestuário (Rick Owens, Cottweiler).


Junya Watanabe, primavera-verão 2019 - © PixelFormula

Isto traduz-se num outerwear funcional hiper equipado, visto nomeadamente através de calças cargo com todos os tipos de bolsos e cintos de munições. Mas, é o colete a peça que melhor incarna esta evolução. O colete de aventureiro com múltiplos bolsos é omnipresente. Mas, também se apresenta como colete salva-vidas (em laranja ou amarelo na Louis Vuitton), colete à prova de balas (Sankuanz) colete de paraquedista (Junya Watanabe).
 

Fendi, primavera-verão 2019 - © PixelFormula

O grande regresso do baise-en-ville

Esta pequena carteira para homem, situada entre a pochette e a bolsa, concebida para transportar os essenciais de viagem, faz seu grande regresso. Muito popular na década de 1970 e depois caída no esquecimento por ter ficado um pouco desatualizada, está bem lançada para se tornar novamente na it bag masculina. É usada a tiracolo, bem presa sob o braço, ou pendurada numa corrente em torno do pescoço. Outra tendência é a micro-pochette, ao estilo coldre ou porta-passaporte, usada no peito presa a uma fita, novamente ao redor do pescoço.
 
Calções

Esta é a peça que todos os homens deverão ter na sua bagagem no próximo verão! Os calções estão totalmente autorizados e integram a maioria dos looks, tanto de dia como de noite. Em ano de Campeonato do Mundo de futebol, os couturiers propõem-nos na versão ampla e confortável de jogador de futebol ou mesmo de árbitro (na Represent).


Prada, primavera-verão 2019 - © PixelFormula

Sempre no domínio desportivo, há os calções de ciclista, de tenista, o fato (curto) de surfista ou o micro-calção de running. Quanto à Prada, a marca apresenta uma versão atualizada do calção de banho micro, justa e com estampados vintage. Os calções também são usados em duplas, sobrepostos sobre outros calções ou em trompe-l'oeil sobre calças. Sem esquecer as variações em bermudas num fato ou num conjunto de streetwear.
 

JUUN.J, primavera-verão 2019 - © PixelFormula

O corta-vento
 
Esta peça está, há várias temporadas, em ascensão, tirando partido do destaque do nylon entre os tecidos ultra-resistentes. É a peça de roupa essencial que deverá estar no seu guarda-roupa no próximo verão, de preferência no modelo clássico, com o seu bolso canguru. Os designers propuseram-no em todos os tamanhos e volumes e repensado em diferentes materiais.
 

Craig Green, primavera 2019 - © PixelFormula

O cordão

Apanhando a onda desportiva, entre os desportos náuticos e a escalada, o cordão está em todo o lado, seja sob a forma de corda ou de atacadores que rodopiam em torno do corpo, acrescentando ao vestuário um pequeno elemento técnico suplementar. É bem visível a envolver os pescoços dos homens nos capuzes de sweaters ou corta-ventos. Mas, está sobretudo em calças de jogging com cordões na cintura, amarrados em grandes nós em cores muitas vezes contrastantes.
 

A-Cold-Wall, primavera-verão 2019 - © PixelFormula

A rede

Para o verão de 2019, este tecido vindo do universo desportivo através da malha amplia os seus serviços e versões. Podemos encontrá-lo em forma de tricot tipo rede de pesca, sob blusões, ou como camisa elegante e sexy na Dolce & Gabbana. O torso é revelado através de uma camisola de malha larga na Pal Zileri ou através dos recortes dos tops em plástico de Raf Simons. A Dior reinterpreta a rede de forma refinada, em sacolas pretas trançadas como cadeiras Thonet.


Louis Vuitton, primavera-verão 2019 - © PixelFormula

Flúor

Vistas pontualmente nas últimas temporadas, graças à tendência, em ascensão, do workwear, as cores berrantes usadas nos coletes refletores são incorporadas em todas as coleções. A começar com o amarelo, muito presente também em lima ou amarelo limão, seguido pelo laranja, rosa e turquesa. Explosões de luz, que dão dinamismo à maioria das coleções.
 

Marni, primavera-verão 2019 - © PixelFormula
 
Nunca sem as minhas meias

Este é o grande momento para a indústria das meias. Ainda sob a influência do desporto, os estilistas decretaram como obrigatório o uso de meias no próximo verão, inclusivamente com sandálias. A combinação de pequenas meias brancas e mocassins será o chic máximo. Bem como as meias coloridas, à riscas, com o logótipo da marca bem visível, de todos os comprimentos, usadas principalmente com as incontornáveis sapatilhas. O prémio de melhor efeito vai para meias com riscas largas ao estilo rugby. E ainda melhor quando são desemparelhadas, como vimos na Marni!

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirModa - DiversosLuxo - Pronto-a-vestirLuxo - DiversosDesfiles
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER