×
Publicado em
4 de fev. de 2014
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Desfiles: Nova Iorque inicia sua maratona nesta quinta-feira

Publicado em
4 de fev. de 2014

Mais de 200 marcas e criadores apresentarão, a partir desta quinta-feira (6) em Nova Iorque, as suas colecções outono-inverno 2014-2015. Desde Marc Jacobs, liberado de suas obrigações na Vuitton, até Alexander Wang, que veremos no fim de fevereiro em Paris pela Balenciaga. Entre os dois pilares do programa, decorrerão muitos eventos marcantes, dentre os quais alguns já conhecidos.

Alexander Wang convida o seu público para um hangar no Brooklyn.


A logística desta temporada nova-iorquina está a ser motivo de debate entre os profissionais do sector, por causa da localização de alguns desfiles, sendo em outros tempos a maior parte reunida na famosa tenda montada no Bryant Park. Exemplo: o desfile de Alexander Wang, habitualmente situado em Manhattan como se espera, receberá desta vez os seus convidados no Brooklyn, em um hangar do tamanho de um campo de futebol americano. Para facilitar a viagem dos convidados ao outro lado do East River, o jovem director artístico da casa Balenciaga já lhes forneceu um código promocional para o serviço privado de transfer Uber... No mesmo dia, seu amigo Joseph Altuzarra vai apresentar a sua primeira c desde o anúncio do investimento do grupo Kering (matriz da Balenciaga) no capital de sua marca.

Mudanças vão decorrer na Theory, que dará os seus primeiros passos no calendário nova-iorquino em um novo espaço, o Spring Studios, na zona oeste de Manhattan em frente ao Rio Hudson. Na realidade, seu director, Andrew Rosen, decidiu reagrupar sob a etiqueta “Theory” a linha de luxo que o Belga Olivier Theyskens apresenta toda temporada, já há dois anos, o qual fora promovido desde então ao cargo de director artístico de toda a grife Theory. Em breve, esta marca do grupo Fast Retailing deve abrir a sua primeira loja em território francês, na rue de Grenelle em Paris.

Donna Karan festejará o 30º aniversário da sua marca.


A Francesa Berluti (grupo LVMH) deve ser alvo de comentários durante esta Fashion Week: correm rumores de que ela inaugurará a sua primeira “maison” nova-iorquina, aguardada para a Madison Avenue, ao longo da semana. Enquanto se festejará, ainda dentro do mesmo grupo, os trinta anos de carreira da criadora Donna Karan, um verdadeiro ícone em seu país, a qual desfila também com sua linha desportiva DKNY, numa espécie de revival de seu 25º aniversário festejado no ano passado com uma colaboração realizada com a Opening Ceremony.

A label Public School, vencedora do CFDA/Vogue Fashion Fund, faz parte do universo Made.


Quanto aos jovens criadores, a estrutura Made Fashion Week, armada com seus patrocinadores e com seu radar de talentos, ganha espaço nesta temporada, apresentando nada menos que 26 colecções. Dentre elas, a parisiense por adoção Calla, a Californiana Jeremy Scott e a label menswear nova-iorquina Public School, vencedora do CFDA/Vogue Fashion Fund 2013 e de seu deleitoso prémio no valor de 300.000 dólares.

A atenção não deve recair somente sobre o fim da Fashion Week com o primeiro desfile de Jason Wu, no dia 12, para a marca alemã Hugo Boss, que contratou há um ano o queridinho de Michelle Obama para o cargo de director criativo do womenswear da linha Boss. Desde então, o grupo alemão instalou Jason Wu em um estúdio de criação, especialmente voltado para isso, em Nova Iorque. Marc Jacobs desfilará no dia seguinte com a sua linha principal, pela primeira vez desde o fim da sua história com a Louis Vuitton.

Fotos: Divulgação

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.