×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
6 de set. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Desigual fortalece negócios na China através de uma joint venture

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
6 de set. de 2022

A empresa de moda catalã quer crescer no mercado asiático. Com o objetivo de ampliar o seu negócio online na China, a marca de Thomas Meyer criou uma joint venture com a E-Shine, uma empresa local parceira da Septwolves Industrial. Além disso, através deste acordo, a Desigual pretende desenvolver a sua presença física com a abertura de 60 lojas e franquias próprias, destacando duas flagships em Xangai e Pequim. 


ADesigual fortalece os negócios na China através de uma joint venture - Desigual


Nos próximos cinco anos, a Desigual pretende aumentar o seu volume de negócios na China para 40 milhões de euros, metade dos quais serão provenientes da loja física e os outros 50% das vendas online. "Esta colaboração está em conformidade com a nossa estratégia de continuar a desenvolver os nossos negócios no mercado asiático, crescendo na China, no Japão, que é o nosso primeiro mercado fora da Europa, e noutros mercados relevantes como a Coreia do Sul", disse o CEO da empresa, Alberto Ojinaga, em comunicado. 

Desde que a Desigual foi fundada em 1984, esta é a primeira vez que a marca optou por uma aliança deste tipo, contando com um parceiro local estrategicamente posicionado. "O conhecimento dos hábitos e preferências dos consumidores no mercado chinês é a chave do sucesso", acrescentou o líder, sublinhando que o desafio reside especialmente no crescimento no ambiente digital e na aproximação de novos clientes. A presença da marca com sede em Barcelona no mercado chinês data de 2014, quando desembarcou na plataforma de comércio eletrónico Tmall.

Para Ojinaga, o objetivo não é outro senão o de que "as vendas geradas através do canal digital e as provenientes de geografias fora da Europa representam em conjunto 60% do volume de negócios até 2023". Hoje em dia, estes mercados representam 49% do total de vendas. Especificamente, o mercado asiático representa 6,5% dos negócios internacionais da Desigual e o Japão é o seu quinto mercado em termos de volume de negócios.

Presente num total de 109 países através de 10 canais de venda e 393 lojas de marca única, a Desigual conta atualmente com mais de 2.600 empregados. No final do último exercício financeiro, a empresa voltou a ter lucro e registou um volume de negócios de 371 milhões de euros, 3,4% superior ao do ano anterior.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.