×
Por
Europa Press
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
23 de dez. de 2022
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Dia vende cadeia de perfumarias Clarel ao fundo português C2 Private Capital por 60 milhões de euros

Por
Europa Press
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
23 de dez. de 2022

A Dia decidiu vender a sua cadeia de perfumarias Clarel à C2 Private Capital por 60 milhões de euros, com um impacto contabilístico negativo previsto de 22,5 milhões de euros na sua conta de resultados consolidada no fecho de 31 de dezembro de 2022, conforme anunciou a empresa à Comisión Nacional del Mercado de Valores (CNMV).


Dia vende a sua cadeia de perfumarias Clarel à C2 Private Capital por 60 milhões


Especificamente, o acordo alcançado entre as partes inclui, entre outros ativos, 1015 lojas Clarel e três centros de distribuição.
 
O valor que a Dia Retail, filial da Dia, irá receber pela operação, e que pode variar em função de determinados parâmetros, está estimado em cerca de 50 milhões de euros líquidos, a que acresce uma dívida de 10 milhões, o que resultaria em fundos totais de 60 milhões de euros.

A empresa pretende destinar os recursos obtidos para acelerar a implementação do seu plano estratégico, mediante o processo de remodelação das lojas de proximidade da sua rede atual, além de acelerar novas aberturas neste mesmo formato.
 

Aposta na proximidade


 
Martin Tolcachir, CEO do Grupo Dia, afirmou: “A proximidade é a essência da Dia e a nossa grande alavanca para o sucesso. Nesta nova etapa de aceleração de crescimento, queremos colocar o nosso foco e esforço naquilo que sabemos fazer de melhor: a distribuição alimentar de proximidade.”
 
O negócio da Clarel tem, ao dia de hoje, um desempenho positivo, tendo melhorado a sua rentabilidade ano após ano nos últimos tempos, como destacou a empresa.
 
“Trata-se de uma decisão estratégica”, sublinhou Tolcachir. “A Clarel opera num setor de retalho muito atrativo e com grande potencial de crescimento. Dada a orientação estratégica da Dia, é melhor colocar a Clarel nas mãos de novos investidores que se concentrem no seu desenvolvimento futuro."
 
Por seu lado, José María Jiménez, CEO da Clarel, destacou: "Temos o prazer de contar com a confiança dos novos investidores, com os quais trabalharemos lado a lado para consolidar e continuar a trajetória de crescimento da Clarel com o compromisso e profissionalismo de todos os nossos funcionários e franchisados para prestar o melhor serviço possível ao clientes."
 
Nesta nova etapa, a C2 Private Capital continuará a contar com o apoio da atual equipa de direção da Clarel.

Carlos Galindo, da C2 Private Capital, destacou: "Estamos muito entusiasmados com esta operação e faremos um esforço para continuar a fazer crescer a empresa com a ajuda de todos os seus profissionais. Acreditamos que a Clarel tem uma grande marca com forte presença em importantes zonas de Espanha, que queremos consolidar ao mesmo tempo que fortalecemos as suas operações noutras áreas onde haja boa capacidade de expansão e margem de crescimento."

A operação, sujeita ao cumprimento de uma série de condições, incluindo a obtenção da respetiva autorização de concorrência, deverá estar concluída em meados de 2023 e enquadra-se na estratégia de aposta no negócio de distribuição alimentar de proximidade que o grupo Dia está a desenvolver, "pedra angular desde a sua fundação há mais de 40 anos", segundo a empresa.
 
O Grupo Dia foi assessorado pela Arcano Partners, Herbert Smith Freehills e Deloitte, enquanto a C2 Private Capital contou com assessoria da Baker & Mckenzie.

Copyright © 2023 Europa Press. Está expressamente proibida a redistribuição e a retransmissão do todo ou parte dos conteúdos aqui apresentados sem o prévio e expresso consentimento.