Diesel Black Gold apresenta uma volta ao mundo multicultural

América do Sul, Magrebe, Oriente, Europa Central, Escandinávia. A coleção Diesel Black Gold para homem e mulher vai viajar pelo mundo no próximo inverno. Como Renzo Rosso, fundador da Diesel, diretor do grupo OTB e proprietário da marca, explica: "esta coleção é um resumo de todas as viagens que fizemos ao redor do mundo desde a década de 1980, da América Latina ao Médio Oriente, consultando os nossos arquivos para atualizar algumas partes".


Quatro looks da nova coleção Diesel Black Gold - milanomodauomo.it

O estilo é claramente multiétnico e nómada, remetendo para um espírito livre e vagabundo. Os modelos globetrotters desta temporada, com sapatos e botas de denim com franjas, dreadlocks tatuagens e piercings, substituíram os rockers rebeldes que normalmente acompanham a linha high-end da Diesel. Além de couro, lã e denim tradicional, nesta temporada há mais malhas, jacquard e bordados, bem como tecidos especiais.

"É uma coleção mais tátil", define o diretor artístico Andreas Melbostad. Uma coleção em que os materiais "com tecidos mais consistentes" e vários ornamentos são os protagonistas. "O meu trabalho consiste, temporada após temporada, em expandir o vocabulário da Diesel Black Gold, com novas técnicas e conhecimentos", ressalta o designer.

As mulheres vestiram túnicas afegãs ou vestidos Navajo com mangas bufantes, redesenhadas como pequenos vestidos de linho e algodão decorados com bordados, e saias evasê. Os conjuntos jeans foram decorados com pedrarias e laços finos, cruzados nos pescoços ou ao longo das mangas. Além disso, apresentaram mini-carteiras na transversal adornadas com pérolas e franjas.

Os homens desfilaram em calças de couro apertadas com camisas longas com gola de algodão branco mandarim, camisas de camponeses búlgaros, cardigans ás riscas com capuzes djellabah, sweaters Lappian (talvez uma referência às origens nórdicas do designer norueguês?) e túnicas sírias. Casacos, pequenas malhas e sobretudos com decorações tribais e outros motivos étnicos também foram destaque.

"Colocamos a ênfase no produto e também trabalhamos muito na linha feminina, que oferece um grande potencial pois representa apenas 30% das vendas", disse Renzo Rosso, embora não tenha fornecido mais detalhes sobre o futuro da empresa, que passa por grandes mudanças. "Dentro de alguns meses teremos muitas novidades para anunciar", disse.

Após o anúncio da saída de Nicola Formichetti, responsável pela direção do estilo da Diesel, ainda não há previsão de sucessor. Neste momento, as coleções estão a ser feitas pela equipa criativa interna. Embora o novo CEO da Diesel, Marco Agnolin, que assumirá as suas funções em fevereiro, não tenha estado presente no desfile, vários gestores de grupo marcaram presença nos bastidores, incluindo o novo diretor geral da OTB, Ubaldo Minelli, bem como Giovanni Pungetti, diretor da região Grande China.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

DenimLuxo - Pronto-a-vestirLuxo - DiversosDesfiles
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER