×
Publicidade
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
26 de jun de 2020
Tempo de leitura
4 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Diesel revela plataforma de compra digital e espaço expositivo

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
26 de jun de 2020

A Diesel revelou a Hyperoom, uma forma totalmente digital para a indústria comprar sem ter de viajar para os salões de exposição. A empresa descreve-a como uma plataforma digital "que quebra fronteiras" e um espaço de exposição para "facilitar a compra eficiente da moda no novo mundo".


Com anova plataforma Hyperoom, totalmente digital, a indústria da moda compra sem ter de viajar


A Hyperoom reflecte uma mudança mais rápida do que o esperado para o digital que foi impulsionada pela crise do coronavírus COVID-19, bem como um maior desejo de sustentabilidade através da redução das emissões de carbono e a necessidade dos seus clientes grossistas pouparem dinheiro e manterem o pessoal seguro através da redução das viagens internacionais.

A Hyperoom foi concebida pelo proprietário da marca OTB, "para criar compromissos imersivos e emocionais com compradores e vendedores". E é um investimento para todo o grupo, o que significa que todas as marcas do Grupo OTB existirão dentro da Hyperoom, "mantendo o seu próprio estilo, personalidade, espaços e valores através de uma secção personalizada dentro da plataforma".

Mas, a Diesel, é a primeira marca a participar e o projecto começa a partir do seu showroom de Milão. Um espaço virtual baseado no showroom foi criado digitalmente e todas as salas "são criadas para reflectir os humores da coleção, realçando todas as gotas e aspectos chave".


A ganga é a chave para a Diesel - Instagram @diesel


"É preciso procurar forros prateados sempre e onde for possível; 2020 desencadeou uma urgência para acelerar o que podemos oferecer e realizar no espaço digital", disse o CEO da Diesel, Massimo Piombini.

"Com esta ferramenta estabelecemos uma nova referência para a indústria, no que diz respeito à transformação digital. A Hyperoom é a derradeira experiência de compra virtual".

A empresa disse que, a fim de minimizar o facto de que "as trocas ocorrerão agora num espaço não-físico, o processo de encomenda tem sido ultra-acelerado".

Acrescentou que a Diesel queria manter o máximo possível do elemento físico da compra. Daí a decisão de fazer com que o espaço virtual ecoasse o showroom físico de Milão.

"Para recriar digitalmente o processo de venda, permitimos sessões de compra remota, através de ativos digitais melhorados e abrangentes", explicou melhor Piombini. "Como resultado, os compradores estarão envolvidos numa viagem completa que vai para além do típico encontro no showroom".


Anova plataforma digital da OTB, reproduz o toque e a sensação do produto físico


DIGITAL COM UM TOQUE DO FÍSICO

A experiência começa com uma janela digital, "ao mesmo tempo que mostra o humor e as peças mais icónicas da oferta. Depois desdobra-se uma "arena multifacetada de componentes interactivos. Os compradores podem explorar, vendo vídeos de humor das coleções de primavera-verão 2021, que destacam o aspecto chave e as gotas da estação".

As peças serão visíveis através de exibições de 360 graus com close-ups 2D detalhados e descrições de produtos também disponíveis.

Sendo a ganga a chave para a marca, existe uma área especial para a categoria. Isto significa um espaço virtual dedicado, com "encaixes vídeo" de cada estilo, juntamente com imagens renderizadas de alta qualidade "para reproduzir o toque e a sensação do produto físico".

A finalização de encomendas significará passar por uma "interface de fácil utilização". Ao longo desta viagem virtual, um vendedor da Diesel ao vivo estará ligado ao comprador, falando através da coleção e acompanhando o comprador ao longo do processo".


Aceleração digital, positividade e sustentabilidade são astrês questões-chave da nova plataforma - Instagram @dieselsa


SUSTENTABILIDADE

A empresa disse que o lançamento reflecte três questões-chave que se tornaram ainda mais importantes no "novo normal" pós-COVID-19: A aceleração digital, positividade e sustentabilidade.

"Iremos reduzir significativamente o número de amostras de vestuário criadas para serem expostas nos nossos showrooms, bem como reduzir a necessidade de viajar para ver as nossas novas coleções", disse a empresa.

Acrescentou que não só as emissões de carbono do tráfego local em Milão serão reduzidas, "mas à medida que os compradores de todo o mundo aderirem, haverá uma redução significativa dos voos. Basta pensar na poupança que poderia ser gerada a partir desta plataforma, se considerarmos que, em média, um voo de regresso de Milão para Londres gera cerca de 0,3 toneladas de CO2eq, um para Nova Iorque gera cerca de 1,79 toneladas de CO2eq, enquanto que para Xangai, a quantidade total é igual a 2,5 toneladas de CO2eq".
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.