×
307
Fashion Jobs
Por
AFP
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
5 de dez. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Dior apresenta coleção de moda masculina à sombra das pirâmides do Egipto

Por
AFP
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
5 de dez. de 2022

A maison de moda francesa Dior realizou, no sábado (3 de dezembro), o seu primeiro desfile no sítio arqueológico das antigas pirâmides de Gizé do Egipto, apresentando a sua coleção masculina para a estação de outono-inverno 2023 à sombra do conjunto de túmulos milenares dos grandes faraós.


A Dior apresenta coleção de moda masculina na sombra das pirâmides do Egipto - Dior


Apequenados perante a majestosa necrópole de Gizé – com os topos das suas pirâmides imponentes iluminados por luz branca para o desfile – os modelos apresentaram a coleção intitulada “Celestial”.

O desfile de sábado foi o segundo realizado por uma maison de moda europeia que utilizou um cenário mágico e enigmático egípcio como pano de fundo, no ano de 2022, enaltecendo locais do património histórico do Antigo Egipto, no caso do sítio arqueológico localizado no planalto de Gizé, nos arredores do Cairo.

Anteriormente, em outubro, o designer italiano Stefano Ricci exibiu a sua mais recente coleção no Templo de Hatshepsut em Luxor.

A necrópole egípcia de Giza, a oeste da capital Cairo, tem nos últimos anos sido palco de eventos cada vez mais grandiosos, incluindo concertos pop e exposições de arte contemporânea, uma vez que o país do norte de África procura projetar uma imagem revitalizada para atrair novos turistas e negócios.

A empresária de Media, Amy Mowafi, disse que eventos como o de Dior "colocam o Egipto no mapa como um novo polo de criatividade e design", onde os criadores podem recorrer a "sete mil anos de inspiração".
 

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.