×
318
Fashion Jobs
Por
EFE
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
19 de nov de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Dior apresenta primeira coleção de roupa para estar em casa

Por
EFE
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
19 de nov de 2020

A Dior apresentou a sua primeira coleção cápsula, dedicada exclusivamente à moda para casa, com vestuário confortável e elegante que elege estampados de estrelas e signos do zodíaco, peças de grande beleza que fundem elegância e descontração.


Look da coleção Dior Chez Moi - Dior


Durante o confinamento, a designer da firma Maria Grazia Chiuri concentrou a sua criatividade no mundo misterioso das estrelas, na astrologia, uma coleção que defende "a arte de relaxar em casa com estilo", explica a empresa no seu site.

Lingerie, roupões de banho, saias de algodão plissadas, T-shirts, cardigans ou calções de veludo, um grupo de peças de vestuário entre as quais se destaca um anorak tafetá, com fecho, decorado com uma grande constelação e o logotipo da marca, uma peça de vestuário cujo preço ascende a quase 3.000 euros.

No website da lendária maison francesa é possível descobrir esta coleção, que também inclui camisolas, ténis, cachecóis, botas de veludo, xailes, colares ou fabulosos pijamas de seda que atingem um preço de 2.800 euros.


Look da Dior Chez Moi - Dior


Outras peças de destaque são o anel Dio(r)évolution em metal com cristais brancos e brincos a condizer, as meias de algodão com o motivo Dior, o lenço em sarja de seda branca e preta, o fato de banho, a boxer, ou o saco de compras, um modelo original da referida diretora criativa que se tornou um ícone da Dior.

O designer francês Christian Dior (Granville, França, 1905 - Montecatini Terme, Itália, 1957) deixou-se fascinar pela astrologia, uma ciência que agora regressa à Dior Chez Moi numa coleção que serve de homenagem ao fundador da maison e que foi criada apenas para viver a elegância no seio do lar.
 

© EFE 2020. Está expressamente proibida a redistribuição e a retransmissão do todo ou parte dos conteúdos dos serviços Efe, sem prévio e expresso consentimento da Agência EFE S.A.