Donatella Versace, o centro das atenções num palácio real

A casa da medusa optou esta temporada pelo Palazzo Reale, o antigo palácio real da cidade, e no final do desfile Donatella Versace saiu para cumprimentar com a postura de uma autêntica rainha da moda.


Ver o desfile
Versace - outono-inverno 2018 - Moda feminina - Milão - © PixelFormula

Um desfile cheio de ação, carregado com roupas desportivas comerciais de estilo hipster; muitas pinturas escocesas, gravuras clássicas e uma série de referências ao acessório chave da atual temporada europeia: o hijab.
 
O desfile foi aberto e fechado por Natalia Vodianova, primeiro com um casaco tipo espião da Stasi de couro encerado de cor rubi; mais tarde, com um mini vestido de noite de seda desgastada.
 
Embora o momento-chave fosse um dueto com as estrelas da passarela Edie Campbell e Rianne van Rompaey, uma flama de cores que incluía leggings de leopardo, saias tribais de estilo tecno; t-shirts pretas e muito pelo.

"Os clãs da Versace foram coroados como a verdadeira realeza moderna", disse Donatella numa conversa privada com a imprensa na noite anterior ao desfile.
 
Como no desfile de janeiro na temporada masculina (que era na verdade uma coleção mista), a temática universitária estava muito presente, com cachecóis, meias brilhantes e saias de escola com um corte para festas a altas horas da madrugada. Medusas por todo o lado, em pendentes, brincos, botões e bolsos. Tudo muito comercial Versace.

Hijabs intercalados durante todo o desfile. O mais memorável, três aranhas travessas andando por aí, totalmente vestidas de preto e com pernas infinitas, óculos de sol Jackie O; as três com hijabs pretos.
 
Donatella saiu para cumprimentar entre aplausos, sentindo-se em casa na Sala delle Cariatidi, uma bela sala no Palazzo Reale que ainda não se recuperou do bombardeio das forças aliadas durante a Segunda Guerra Mundial, cheia de estátuas e colunas gigantes. Foi também o cenário de um excelente almoço de boas-vindas para editores e executivos que aconteceu dois dias antes, e onde também foi realizada a inauguração de uma grande retrospetiva da moda na península, intitulada "Italiana".

Sem dúvida, alguns dos melhores estilos ali vistos eram Versace. Donatella sentou-se na cabeceira mesa, rodeada de designers: Pierpaolo Piccioli, Angela Missoni, Jean-Paul Gaultier, Arthur Arbesser, Andrea Incontri, Neil Barrett e os gémeos da DSquared. Um momento de unidade italiana concebido pelo CEO da Camera della Moda, Carlo Capasa.
 
Embora a estrela que mais brilhava, sem dúvida, durante a refeição e na passarela fosse Donatella.

Traduzido por Isabel Pimentel

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirDesfiles
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER