×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
20 de jul. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

DressX lança coleções virtuais na boutique da Meta

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
20 de jul. de 2022

A especialista em moda virtual anunciou uma parceria com o grupo Meta (antigo Facebook). As coleções DressX serão implantadas na loja online do grupo, para vestir os avatares dos utilizadores da Internet no Facebook, Instagram ou Messenger. E, a longo prazo, para vestir avatares no universo virtual que está a ser preparado pela Meta.


Criações que serão oferecidas na plataforma comercial da Meta - DressX


Cofundada em Los Angeles pelos ucranianos Daria Shapovalova e Natalia Modenova, a DressX anunciou recentemente várias colaborações com grandes nomes da moda e do luxo, desde a Balenciaga à Prada, a Thom Brown e, mais recentemente, a Bershka. A DressX pretende alimentar regularmente a sua loja Meta com as suas próprias coleções, bem como com coleções feitas para certos parceiros.
 
"Como um dos primeiros construtores da indústria da moda digital e com uma vasta experiência na criação de roupeiros digitais para o Metaverso, a DressX orgulha-se de ser parceira da Meta e de permitir às pessoas de todo o mundo exprimir as suas personalidades com um novo conjunto de ferramentas disruptivas", disseram os cofundadores. "A moda é uma linguagem visual universal, e temos a honra de dar às pessoas que criam avatares nas plataformas da Meta infinitas possibilidades de expressão no mundo digital.

Em abril passado, a empresa já tinha lançado o seu próprio mercado dedicado aos NFTs, aqueles bens digitais protegidos, bem como a uma "pop-up física dentro dos armazéns Printemps Haussmann". Lançada em 2020, a DressX está a crescer rapidamente, nomeadamente graças ao crescente interesse no Metaverso e NFTs. O grupo Meta pretende ser um ator chave neste universo, criando pontes entre as redes sociais e a realidade virtual.
 
Isto foi recentemente demonstrado no stand da Meta na feira VivaTech em Paris, onde a empresa apresentou as aplicações pessoais e profissionais do seu futuro universo virtual, adequadas para festas com amigos, bem como reuniões de empresa, quer através de um ecrã de computador, um aparelho de televisão que capta movimentos para animar um avatar ou auscultadores de realidade virtual Oculus.
 
Mas, como a FashionNetwork.com salientou, várias metáforas estão agora em competição. Isto coloca um problema para as marcas: uma roupa criada para um avatar num Metaverso específico é por enquanto dificilmente ou nada transferível para outro universo virtual, forçando as marcas a escolher cuidadosamente o seu Metaverso ou a investir em vários.
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.