×

Em 2019, foram vendidos mais Apple Watch do que relógios suíços

Por
AFP
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
12 de fev de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

De acordo com um estudo da Strategy Analytics, em 2019, pela primeira vez, as vendas de relógios inteligentes Apple Watch superaram amplamente as vendas de toda a indústria suíça de relógios.


Apple Watch Serie 5 - Apple


A empresa de Cupertino vendeu quase 31 milhões de relógios Apple Watch em todo o mundo no ano passado (um aumento de 36% em relação ao ano anterior), enquanto todas as marcas suíças juntas venderam pouco mais de 21 milhões de unidades (uma queda de 13%), segundo o estudo. Em 2018, foram vendidos 24 milhões de relógios suíços vendidos, em comparação com 22,5 milhões de Apple Watch.

Dada a queda geral nas vendas, a indústria suíça de relógios voltou a concentrar-se em relógios de luxo, oferecidos por marcas como Patek Philippe e Rolex, que representam relativamente pouco volume, mas muita receita. Segundo a federação da indústria suíça de relógios, "os relógios de mais de 3.000 francos suíços (preço de exportação de pouco mais de 2.800 euros) registaram um forte crescimento, com +12,9% em valor” em dezembro de 2019. Este crescimento elevou as receitas gerada pelas exportações de relógios suíços como um todo em 2017, 2018 e 2019. No ano passado, estas geraram mais de 20 mil milhões de euros.

A título de comparação, as vendas totais de acessórios vendidos pela Apple (phones, relógios etc.) totalizaram pouco mais de 22 mil milhões de euros em 2019. Segundo estimativas dos analistas, as vendas de Apple Watch (a empresa americana não fornece detalhes) representaram pouco mais de 12 mil milhões de euros.

As marcas suíças de relógios de nível básico a intermediário, que fabricam modelos eletrónicos além dos modelos mecânicos, são particularmente afetadas pela concorrência da Apple e de outros "relógios inteligentes". A Apple, que comercializa o seu Apple Watch desde 2015, domina o setor de relógios inteligentes, no qual detém metade da participação no mercado, de acordo com a Strategy Analytics.

“Os fabricantes tradicionais de relógios, como Swatch e Tissot, estão a perder terreno para os relógios inteligentes", disse Steven Walzer, da Strategy Analytics. "O Apple Watch oferece um produto melhor graças a um canal de distribuição mais desenvolvido e atrai uma clientela mais jovem que gosta de usar relógios de pulso digitais [...]. Os dias estão contados para Swatch, Tissot, TAG Heuer e outros", acrescentou Steven Walzer.

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.