Ermenegildo Zegna com aumento de 64% no lucro líquido em 2017

O Grupo Ermenegildo Zegna retomou o crescimento em 2017 e encerrou um ano caracterizado por um aumento acentuado das receitas e da rentabilidade. A empresa registou um volume de negócios de 1.183 mil milhões de euros, um aumento de 2,3% a taxas de câmbio correntes (+ 4,5% a taxas de câmbio constantes). O EBITDA foi de 142 milhões de euros, ou 12% das vendas, enquanto o lucro líquido aumentou 64%, para 32,8 milhões de euros. A melhoria na posição financeira líquida também foi significativa, passando de 233 para 316 milhões de euros.


Gildo Zegna e Alessandro Sartori - Facebook/Ermenegildo Segna

"Os resultados positivos são o resultado de diversos fatores que interagiram bem graças à estratégia de marca lançada com a chegada de Alessandro Sartori como diretor artístico", comentou Gildo Zegna, CEO do Grupo. "O sucesso das coleções, o desenvolvimento de coleções cápsula que integraram a oferta das coleções sazonais, a intensificação de iniciativas de marketing a partir de campanhas de comunicação para apoiar o storytelling ligado a produtos e eventos, permitiram-nos intercetar bem a recuperação que está a caracterizar os mercados globais", acrescentou o CEO.

As exportações continuaram a impulsionar as vendas no ano passado, representando 92% das receitas consolidadas. A China e a Rússia foram os mercados com melhor desempenho, mas Hong Kong, Macau, Singapura e Japão também obtiveram bons resultados na segunda metade do ano.
 
"A partir dos primeiros meses de 2018, além do bom desempenho das coleções outono-inverno 2018/2019, também vieram confirmações positivas não só dos países que investiram na tendência em 2017, mas também dos Estados Unidos, enquanto na Europa a recuperação é mais incerta", concluiu Gildo Zegna.
 
Todas as áreas de negócio estão a crescer: desde a Su Misura até ao bespoke-atelier, passando pelo aumento de dois dígitos da Couture. Entre as categorias de produtos, o calçado e os tecidos tiveram ótimo desempenho.
 
No retalho, a empresa de Trivero, Itália, prevê novas aberturas de lojas em Capri, Singapura, Pequim, Tóquio, Toronto e Cidade do México. Algumas das lojas do grupo, especialmente as chinesas, entre Hong Kong e Pequim, e em Vancouver, serão protagonistas de um importante plano de restyling e expansão dos espaços de vendas.
 
No final de dezembro de 2017, a Ermenegildo Zegna operava através de uma rede de 504 lojas monomarca, sendo 272 geridas diretamente e 232 franquiadas.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirLuxo - Pronto-a-vestirLuxo - DiversosNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER