×
273
Fashion Jobs
ADIDAS
Senior Controlling & Reporting Specialist (m/f)
Efetivo - CLT · PORTO
TIFFOSI
Area Manager (m/) - Zona Norte
Efetivo - CLT · Braga
ADIDAS
Buyer - Italian Speaker (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo - CLT · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo - CLT · Alicante
ROVO AGENCY
Garment Technologist
Efetivo - CLT · PORTO
THE AMAZING FRENCH COLONY
Fashion Designer Assistant
Estágio · LISBOA
EMPRESA DE MODA NO SETOR DO LUXO
Vendedor/a de Loja de Gama Alta
Trabalho temporário · LISBOA
ELSA GOES GREEN
Business Development
Estágio · ERICEIRA
CONFIDENCIAL
Stylist (m/f)
Efetivo - CLT · PORTO
SALSA
Conseiller(es) de Vente Avenue 83 Toulon 30h
Efetivo - CLT · Toulon
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Eci Lisboa - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Lisboa
ADIDAS
Team Leader o2c Credit And Collections (m/ f) - German Speaker
Efetivo - CLT · Porto
PARFOIS
Interior Designer
Efetivo - CLT · PORTO
ADIDAS
Tax Accountant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Senior o2c Credit And Collections Specialist (m/ f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Gbs Process Manager s2p (m/ f)
Efetivo - CLT · Porto
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Freeport - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Alcochete
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Oeiras Parque - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Oeiras
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Fórum Aveiro - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Aveiro
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Foz Plaza - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Figueira da Foz
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Vasco da Gama - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Lisboa

Especial Nuno Gama: “Na ModaLisboa, vamos apresentar um bailado, inspirado num casaco que representa o ser português”

Publicado em
4 de set de 2020
Tempo de leitura
8 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Nuno Gama, embora natural de Azeitão (vila histórica, situada na Península de Setúbal e integrada na Área Metropolitana de Lisboa), formou-se no Porto, em Design de Moda, pelo antigo Citex (atual Modatex). A partir daí, não mais parou, nem com as restrições da recente pandemia de COVID-19.

Cedo começou a vender as coleções em lojas selecionadas de Lisboa e Porto e a desenvolver uniformes para diversas empresas. Em 1993, lançou a marca homónima, passando a apresentar as coleções na ModaLisboa - Lisboa Fashion Week, aquela que seria a primeira semana de moda independente da Europa e o evento de moda com maior reconhecimento nacional.


Nuno Gama com o músico angolano Virgul, no final da apresentação da coleção para a primavera-verão 2020 - Maison Nuno Gama


Em 1999, iniciou o trabalho de coordenador da coleção masculina do Grupo Maconde. Em 2005, lançou a Gama de Casa na ModaLisboa e iniciou a colaboração com a marca Pinho Vieira. No ano seguinte, regressou com a Gavesa Lda, continuando a desenvolver as linhas Gama de Joias e Gama de Casa. Em 2008, inaugurou a loja e ateliê no centro do Porto que, em 2012, transferiu para o Príncipe Real em Lisboa.

Em 2014, foi convidado para representar Portugal na Praga Fashion Week, Poland Fashion Week e Dragão Fashion Week - Brasil. Em 2015, foi agraciado com a Comenda da Ordem do Infante D. Henrique. Em 2016, também no âmbito da ModaLisboa, apresentou o filme autobiográfico 50’s Nuno Gama, no CCB, e a coleção para a estação de outono-inverno 2016/2017, na gala comemorativa dos seus 50 anos & 30 de carreira, no Casino Estoril, a favor da Cruz Vermelha Portuguesa. Lançou também a nona linha de desporto, num espetáculo distinguido pela Academia Internacional de Artes e Ciências de Nova Iorque, na categoria de melhor desfile do ano.


Insígnias da Ordem do Infante D. Henrique, da qual Nuno Gama é comendador desde 2015 - Instagram @nuno.gama


Em 2017, apresentou a coleção para o verão 2018, no Showcase ModaPortugal, realizado na Galerie Perrotin, em Paris, durante a Semana da Moda Masculina. No mesmo ano, lançou, juntamente com a BMW Portugal, o Mini Gama Gentleman e uma 2.ª versão Sport, apelidada Quinas. Em 2018, abriu a Maison Nuno Gama, no n.º 1 da rua Nova da Trindade, no Chiado de Lisboa, onde expõe as coleções de pronto-a-vestir, alfaiataria, acessórios e calçado. 

Na próxima Semana da Moda de Lisboa que decorrerá de 7 a 11 de outubro, sob o lema ModaLisboa Mais, Nuno Gama vai participar com um bailado no alto do Parque Eduardo VII, em Lisboa, que descreve, ao site FashionNetwork.com, em primeira mão. Note-se que o designer de Azeitão colaborou desde sempre na criação de guarda-roupas para espetáculos de dança e teatro, assegurando que "a parte cénica é bastante importante para mim e tenho potencial para…".

Ainda em relação à próxima edição da ModaLisboa, esta contará com uma lotação presencial muito limitada, nos Jardins do Parque Eduardo VII, que será disponibilizada ao mundo numa app mobile, app TV e site modalisboa.pt, construídos em parceria com a Altice, todos de acesso livre e gratuito.


Nuno Gama, de máscara, convida a entrar na loja do Chiado - Instagram @nuno.gama


FashionNetwork.com - Qual a inspiração da nova coleção, a lançar na ModaLisboa Mais, em outubro?
Nuno Gama - Vamos apresentar um bailado inspirado num casaco, à volta do amor e de Portugal, que representa o ser português. A coreografia gira em torno do desenho do casaco, pensando no que será o futuro.

FNW - Será um espetáculo físico, ou vai optar pelo digital?
NG - Será físico, no topo do Parque Eduardo VII, aproveitando o espaço dentro do lago e em torno deste. Será um espetáculo muito restrito, coreografado por Olga Roriz, só para os melhores clientes e convidados da ModaLisboa. Mas, será difundido em todos canais.
 

Bag & Baggy - Maison Nuno Gama


FNW - Mantém a colaboração com os canais televisivos?
NG - Só no programa “Tu Consegues com Carmen Mouro” que me convidou para integrar os jurados. E, neste momento, estou vestir o músico António Zambujo, atualmente muito conhecido no Brasil.

FNW - Para além da ModaLisboa, as suas coleções passaram por semanas da moda intenacionais, nomeadamente no Brasil e na Polónia, entre outras. Qual a participação mais importante (se se pode dizer) para o seu percurso?
NG - Desde a London Fashion Week à Barcelona Fashion Week e Cibeles Madrid Fashion Week, foi tudo importante na altura. Todas acabam por ter importância na construção da carreira.


Coleção Formal, apresentada num momento anterior ao COVID-19, com ampla assistência - Maison Nuno Gama


FNW - Mantém as coleções inspiradas no artesanato e tradições portuguesas que o diferenciam?
NG - Sim, porque é a minha forma de trabalhar, o meu estilo. Agora, estou a fazer o casaco para o bailado da ModaLisboa, com base em como se representa a alma portuguesa e que é um exercício de muitos anos.
 
FNW - E, a linha Gama de Joias?
NG - A coleção de joias tem o mesmo critério, aliás tudo o que faço, a não ser para clientes que tenham outros brieftings.
Neste momento, tenho tido alguma procura por parte de empresas chinesas. Mas, a produção para o norte europeu e China implica que seja diferente e o investimento é grande.
 

Fio em prata com medalhas e pendente, inspirado em referências artísticas da tradição da joalharia portuguesa - Instagram @nuno.gama


FNW - Os pedidos online funcionam?
NG - Está tudo parado. Nem temos sentido que o online seja a alternativa. Estamos num momento de dúvida, a todos os níveis, tentando controlar os custos ao máximo.

FNW - As coleções mais ecológicas foram sempre uma preocupação…
NG - Sim, sempre tive essa preocupação. A última coleção chama-se Sado porque estamos num ano em que o azul regressou e faz-me lembrar o meu azul da Arrábida que ninguém faz nada para preservar. Nós, os portugueses, somos responsáveis por esta porção de terra que se chama Portugal e, se não o formos, o mundo vem pedir contas. Por isso, trabalhamos com quem nos dá garantias que respeita as boas regras sociais, económicas e ecológicas. Só trabalho com tecidos certificados.
 

Tropicália - Maison Nuno Gama


FNW - Qual o significado da coleção com o nome do rio Sado que vai dar ao mar da “sua Arrábida”?
NG - Nasci no Azeitão mas, praticamente, vivi na Arrábida. A vida, os grandes momentos, as maiores memórias são na Arrábida. Agora, aos 54 anos, recordo o que mais marcou. A Arrábida é, para mim, como uma religião, depois de perder a avó e os pais. É o sítio onde energeticamente me equílibro e respiro. Parece místico mas, a partir do momento em que ponho o pé daquele lado, tudo acontece como uma desfolhada da memória.
 
FNW - Considera que a zona da serra, integrada no Parque Natural da Arrábida, tem sido negligenciada?
NG - Este património está bastante conservado mas, não se tem a facilidade de acesso como antes. Eu conheço a Arrábida como as palmas das mãos e vejo e sinto tudo mal fecho os olhos. Mesmo quando fui para o Porto. A saudade não se anula, intensifica o cheiro e o sabor da memória.
 

Serratus - Maison Nuno Gama


FNW - Foi, em 2008, que inaugurou a Loja & Atelier, no Porto, que logo transferiu, em 2012, para Lisboa. Pode dizer-se que abandonou o Porto onde se formou, ou tornou-se esta cidade pequena demais?
NG - Em 2008, estávamos economicamente débeis e foi dificil sobreviver, acrescendo a doença do pai que acabou por falecer em 2011. Fiz as malas e vim para Lisboa para estar mais perto da mãe.
 
FNW - Em 2018, abriu a Maison Nuno Gama. Qual a filosofia deste espaço de eleição no Chiado?
NG - Não tem a ver com as maisons de alta costura mas, o espírito é o mesmo. Senti a necessidade maior de tentar completar o modelo final, oferencendo o todo, desde a alfaiataria e barbearia, às coleções de calçado, joias e perfumes selecionados (essências e perfumes a 100%) do mercado de luxo.
 

Coroa de Espinhos, integrada na coleção Gama de Joias - Instagram @nuno.gama


FNW - Colaborou, desde o início da carreira, em vários espetáculos de dança e teatro. Qual foi o guarda-roupa que mais gozo deu fazer?
NG - A parte cénica é bastante importante para mim e tenho potencial para... Num momento destes, em que nada sabemos, nós não estamos a fazer o que é essencial. Na próxima ModaLisboa, a ideia é a de vestir e daí o fazermos o bailado em torno de uma peça de vestuário. Trata-se de um exercicio quase de reciclagem de nós próprios, como um desafio e aprendizagem, para evoluirmos em termos futuros. A Olga Roriz, para além de ser uma grande amiga, é uma das nossas melhores coreógrafas, que trará ao espetáculo poesia, beleza e harmonia.
 
FHW - Já o ano passado marcou a diferença…
NG - O ano passado, na ModaLisboa, saimos do calendário habitual e apresentamos uma coleção que automaticamente foi para a loja. Eu sei lá se daqui a seis meses estou vivo… É um espaço demasiado longo para a vida contemporânea e, ao fazer isto, tinha de preencher o buraco.
 

Serratus - Maison Nuno Gama


FNW - Como foi que tudo aconteceu?
NG - Desde miúdo, fui marcado pelo livro O Princípezinho de Antoine de Saint-Exupéry e, inspirado na estória, recriei a imagem dos embondeiros como representantes da sabedoria, com homens-árvores que se ligam à mãe-terra. Foi algo mais performativo. A ideia foi fazer peças especiais que, à parte de vestuário, se transportassem para a estória.
 
FNW - Ficou só por essa coleção?
NG - Fiquei só por essa coleção, com manequins vestidos para cada cena do livro até à cena final da cativação. Empilhamos cadeiras de esplanada em plástico branco, à altura de 2-3 metros, e vestimos os manequins de calças castanhas até ao chão, em representação das raízes do embondeiro, e com grandes cabeleiras afro, como se fossem a folhagem da árvore. Do alto, com óculos escuros postos, observavam as pessoas. A sabedoria é sempre a base, andamos à volta dela.
 

Presilhas - Maison Nuno Gama


FNW - Atualmente, em tempos de pandemia, como está a funcionar?
NG - Não estamos parados mas, infelizmente, não cheios de clientes. As pessoas gastam o mínimo com roupa de marca, receando o que possa acontecer.

FNW - Como prevê o futuro, a partir do presente com o COVID-19?
NG - Não sei. É impossível fazer previsões, mesmo que caminhemos para um novo confinamento a 15 de setembro. Estamos completamente entregues às leis do universo, somos um grãozinho na engrenagem.
 
FNW - Quais os próximos projetos.
NG - Está tudo em stand by. Embora tenha acabado de ganhar as fardas da Carris, tenha em mãos a obra de um novo hotel em Vilamoura (Algarve) e esteja a gravar o programa “Tu Consegues com Carmen Mouro”. Graças a Deus não estou parado porque é o que me está a manter ao leme.
 

Copyright © 2020 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.