×
Por
AFP-Relaxnews
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
25 de jun. de 2019
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Estée Lauder na luta contra os testes em animais juntamente com a Humane Society International

Por
AFP-Relaxnews
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
25 de jun. de 2019

A gigante da beleza Estée Lauder Companies deu um grande passo em frente na luta por cosméticos livres de crueldade, em parceria com a Humane Society International.



O grupo de cosméticos, proprietário de marcas como Estée Lauder, Too Faced, Tom Ford Beauty, Becca, MAC e Aveda, apoia oficialmente a campanha "BeCrueltyFree", da organização de defesa dos direitos dos animais.

A iniciativa, liderada pelos grupos Humane Society International, Humane Society of the United States e Humane Society Legislative Fund, tem como objetivo acabar globalmente com os testes de cosméticos em animais até 2023, através de negociações e campanhas com legisladores federais, reguladores, associações de comércio de cosméticos, marcas de beleza, empresas e outras partes interessadas em todo o mundo.

"Estamos orgulhosos de nos unirmos com a Humane Society International, uma organização que tem feito um trabalho muito cuidadoso na defesa dos animais em todos os lugares", declarou Anna Klein, vice-presidente sénior de Assuntos Corporativos Globais da The Estée Lauder Companies, em comunicado. "Tem sido uma grande parceira e consultora maravilhosa enquanto trabalhamos juntos em direção ao nosso objetivo comum de acabar com os testes em animais mundialmente."

"Estou confiante de que, trabalhando em conjunto com empresas de beleza através da nossa campanha #BeCruelty, podemos ajudar a pôr fim aos testes de cosméticos em animais até 2023", acrescentou Kitty Block, presidente da Humane Society International e presidente e diretora executiva da Humane Society of the United States.

No ano passado, a Estée Lauder Companies foi criticada por ativistas de direitos animais por vender algumas das suas marcas na China, um país que por lei exige que os cosméticos sejam testados em animais.

No início deste ano, a Avon, que parou com a prática de testes em animais há 30 anos, também passou a apoiar publicamente a #BeCrueltyFree, seguindo os passos do conglomerado de cuidados pessoais Procter & Gamble Company (P&G).

Copyright © 2021 AFP-Relaxnews. All rights reserved.