×
349
Fashion Jobs
GIANNI KAVANAGH
Marketing Director
Efetivo - CLT · BRAGA
UNREAL FIELDS
Creative/Art Director
Efetivo - CLT · LISBOA
SALSA
Commercial Product Manager - Work With Product in The Fashion Business
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
SALSA
IT Development Specialist – Oportunidade de Fazer a Diferença no Dia a Dia do Utilizador Final
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Buyer (m/f) - French Speaker
Efetivo - CLT · Porto
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Faro
ADIDAS
Buyer - German Speaker (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo - CLT · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo - CLT · Alicante
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Almada Fórum - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Almada
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Loures Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Loures
SYSTEMACTION
Vendedor
Estágio · LISBOA
THE KOOPLES
Sales Assistant Part Time (20h) Lisboa
Trabalho temporário · LISBOA
THE KOOPLES
Concession Manager w/m - Lisboa - Full Time
Efetivo - CLT · LISBOA
CONFIDENTIAL
Concession Manager w/m - Lisboa - Full Time
Efetivo - CLT · LISBOA
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Braga - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Braga
LEVI'S
Store Manager (ds Porto)
Efetivo - CLT · Porto
MAJE
Assistant Store Manager - Colombo Lisbon m/f
Trainee · LISBOA
MARIA BY FIFTY
Marketing Digital
Estágio · BRAGA
MARIA BY FIFTY
Fashion Designer/ Grafic Designer
Estágio · BRAGA
THE KOOPLES
Sales Assistant - Full Time - Lisboa
Efetivo - CLT · LISBOA
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
2 de mar de 2021
Tempo de leitura
5 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Estudantes de mestrado do IFM abrem a Paris Fashion Week

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
2 de mar de 2021

A Paris Fashion Week nunca fácil para jovens estudantes esperançosos, embora essa lacuna tenha sofrido uma grande mudança na segunda-feira (1 de março), quando os alunos de mestrado do Institut Français de la Mode (IFM) abriram a temporada de desfiles do mês de março.


Johanna Imbach - Foto: Institut Français de la Mode


Mesmo tendo em conta o facto de se tratar de uma estação esmagadoramente digital, isto representa um mar de mudanças em Paris, onde o cenário sempre foi dominado por gigantescas marcas de luxo ou independentes de vanguarda imperdíveis. Pelo contrário, os espectáculos de moda em Londres, quer pelos graduados da Central Saint Martins, quer pelos novos talentos recém-licenciados e ligados ao projeto Fashion East, em geral são contemplados com faixas horárias chave no calendário.
 
Conceder aos alunos de mestrado do IFM a hora de abertura do calendário oficial da Fédération de la Haute Couture et de la Mode (FHCM), de difícil acesso aos sonhos, foi um sinal importante para a instituição de ensino francesa e para a sua ambição em transformar o IFM numa faculdade de moda internacional de topo.

O instituto de ensino superior privado é único internacionalmente na medida em que oferece três áreas de estudo diferenciadas, incluindo a moda criativa; artesanato ou savoir faire; e gestão de luxo.
 
O vídeo das criações dos discentes de mestrado, revelado na tarde de segunda-feira (1), às 5h30 da manhã CET, veio de uma turma que aceita 70 estudantes por ano, 20% de França, o resto de todo o mundo. A julgar pelo vídeo de 10 minutos, o IFM está a começar bem, com vários académicos abençoados por mãos cheias de talento.
 
Veja-se James Giltner do Colorado (EUA), cujo conceito passa por uma loja de departamentos Printemps, com um curto período de vida, que abriu há quase quatro décadas em Denver.


James Giltner - Foto: Institut Français de la Mode


"Não funcionou, fechou e transformou-se num centro médico. Por isso imaginei subir escadas rolantes nesse espaço chique para dar sangue, para além das memórias de toda esta grande moda de vanguarda de Paris dos anos 80", explicou Giltner, numa apresentação em privado feita por uma dúzia de estudantes antes da exibição. O resultado: uma série de excelentes criações fantasmagóricas tricotadas; tecidas à volta de cabos elétricos para criar looks divinais intergalácticos.
 
Enquanto Johanna Imbach, de França, optou por uma abordagem mais científica, ainda usando o tricot. Combinando algodão clássico e fios de lã com fios de alta tecnologia para desenvolver criações brilhantemente esculpidas. Vestidos e fatos com memória que se moldaram em ideias de alta tecnologia e de fidelidade renascentista, todos adequados a estrelas de rock de topo.
 
Mudassir Mohammed, cuja família saudou Hyderabad – cidade histórica do sul da Índia e importante centro do setor de tecnologia , fundindo memórias do fim do colonialismo na Índia em exuberantes looks, desde as túnicas de dupla folha em tonalidades de azul, ao xadrez e super-revamps em casacos masculinos tradicionais. Este país mais conhecido por "joia da coroa britânica" desde finais do século XVIII, estabeleceu 300 anos antes laços comerciais diretos com os portugueses, por mérito do navegador português Vasco da Gama que foi o primeiro a circum-navegar África (c. 1497-1499), descobrindo o caminho marítimo para a Índia na mais longa viagem oceânica realizada até então.
 
Os finalistas do mestrado do IFM também mostraram muito poder no que respeita a acessórios. Tal como Agathe Pornin, uma francesa que idealizou uma série de pumps, botas e sapatos de salto alto  todos embrulhados em couro ou mesmo ganga, pelo que pareciam quase organicamente amplificados. Ou Luca Tessarin, um italiano que aproveitou o confinamento passado na Lombardia rural para desenvolver bolsas de couro maleável, fazendo ecoar ideias do design assinado pelo estúdio do arquiteto Gio Ponti.


Mudassir Mohammed - Foto: Institut Français de la Mode


Todos os acessórios foram desenvolvidos dentro do próprio atelier do IFM, que utiliza maquinaria de ponta para treinar os estudantes, até impressoras 3D. Este último processo em 3D foi empregado numa grande coleção de sapatos por Xavier Chane Li Sek, que concebeu uma série de botas elásticas com mini e ousadas solas trátil, imitando cogumelos do Sudeste Asiático com os quais se familiarizou na juventude. Distingue-se um impressionante par de sapatos de salto com acabamento de couro polido que parecia quase vivo.
 
Os alunos de mestrado foram os primeiros graduados do recém-criado campus do IFM, um grande edifício verde espraiado ao longo do Sena, ao lado da Gare de Austerlitz, no 13.º arrondissement de Paris. O IFM funde a escola de negócios de moda pioneira, fundada por Pierre Bergé em 1986, e a École de la Chambre Syndicale de la Couture Parisienne (ECSCP), sem dúvida a instituição de ensino líder mundial em Modelismo. Ou seja, desde 2019, que o instituto passou a reunir o IFM e a ECSCP, oferecendo formação em criação, gestão e know-how, desde cursos certificados (PAC) a doutoramentos. O IFM abriu assim numa estrutura verde espalhada pelas margens do Sena, frequentemente referida como Les Docks, contando agora com quase 800 estudantes.
 
Após uma remodelação de 20 milhões de euros pelo proprietário do edifício, a Caisse des Dépôts et Consignations instituição financeira francesa do setor público criada em 1816  e com um investimento de 10 milhões de euros por grandes maisons de Paris  tais como a Chanel, Christian Dior, Hermès e Yves Saint Laurent  a instituição de ensino parece estar preparada para competir realmente com as mais procuradas faculdades de moda do mundo: FIT em Nova Iorque, CSM em Londres, Academy na Antuérpia, La Cambre em Bruxelas e Marangoni em Milão.


Agathe Pornin - Foto: Institut Français de la Mode


"Somos uma organização sem fins lucrativos e temos apenas um objetivo: orientar e produzir os melhores profissionais certificados para a indústria da moda e do luxo. E ajuda-nos ter o apoio de todas estas grandes maisons parisienses. Em que outro lugar do mundo se podem obter peritos a este nível para dar lições aos estudantes?", observa Xavier Romatet, o reitor do IFM.
 
Graças à injeção de dinheiro destas marcas globais, o IFM tem agora um impressionante campus de 8.000 metros quadrados, salas de aula arejadas e maquinaria profissional avançada num laboratório fabuloso. Os líderes da indústria francesa também trabalharam arduamente para encorajar a inclusão geográfica e social. Quase 100 estudantes são agora aprendizes em marcas sediadas em Paris; enquanto internacionalmente mais de 40 países têm atualmente discentes a estudar no IFM.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.