×
375
Fashion Jobs
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
6 de mai de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Europa: estratégia para a indústria têxtil inadaptada à crise?

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
6 de mai de 2021

A União Europeia acaba de apresentar uma versão revista da sua estratégia para a indústria, focada no acompanhamento de 14 ecossistemas (incluindo o têxtil e o retalho) e no recurso a "parceiros de confiança" para as suas atividades. Um desenvolvimento estratégico saudado pela Euratex, organismo representativo dos têxteis europeus, que está  no entanto preocupada por ver esta ambição assente numa realidade do setor que se tornou particularmente precária com a crise sanitária.


Shutterstock


Dirk Vantyghem, diretor da Euratex, comentou, lembrando que o setor registou uma contração de 10-20% na sua atividade: “Felicitamos o reconhecimento de que precisamos de uma base industrial sólida na Europa, mas, ao mesmo tempo, estamos a lutar para manter essa base. As nossas empresas enfrentam desafios significativos relacionados com a regulamentação excessiva e o aumento dos custos de energia e aprovisionamento. É como se uma mão nos oferecesse ajuda, enquanto a outra nos restringe."
 
Toda a indústria têxtil tem enfrentado, desde o ano passado, um aumento simultâneo nos preços dos fretes e das matérias-primas. O preço do algodão aumentou 35% em cinco meses, segundo a união francesa das indústrias têxteis (UIT), que constatou também aumentos no acrílico (+60 a 70%), poliamidas e polipropilenos (+100%), poliéster reciclado (+60%), algodão orgânico e Gots (+100%), lã (+10% desde setembro após três anos em queda) e linho (+25% devido ao aumento da demanda e a uma redução na colheita em 2020). E, com os preços dos aditivos, embalagens e abastecimento também a dispararem, a indústria têxtil tem que jogar também com as mudanças no preço do frete, que subiu de 1.800 para 8.000 dólares.

A Euratex congratula a disponibilidade demonstrada pela UE para lutar contra as distorções de concorrência causadas pelas subvenções estrangeiras nas trocas comerciais com o mercado único. Mas, o órgão apela também a que não se fechem as fronteiras europeias, lembrando a necessidade do setor poder interagir com fornecedores e contratantes internacionais.


European Commission


“A indústria têxtil e do vestuário europeia passou por períodos de turbulência”, comenta Dirk Vantyghem. “Hoje, no âmbito desta nova estratégia industrial da UE, temos a oportunidade de construir um novo modelo comercial, baseado na inovação, na qualidade, na sustentabilidade e na equidade. Estamos ansiosos por desenvolver esta nova estratégia têxtil europeia com todas as partes interessadas relevantes."
 
No final de 2020, a confederação europeia da indústria têxtil Euratex dava conta de "sinais positivos" na evolução da atividade no setor, mas falava de uma recuperação ainda incerta para a fileira. A indústria europeia do têxtil e vestuário consiste em cerca de 160 mil empresas que geram 1,5 milhões de empregos. O setor exporta anualmente mercadorias no valor de 61 mil milhões de euros.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.