×
303
Fashion Jobs
DIRETOR(A) INDUSTRIAL
Diretor(a) Industrial
Efetivo · MONACO-VILLE
GIANNI KAVANAGH
PR / Influencers Management
Efetivo · BRAGA
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services Bik - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Comprador de Vestuário (m/f)
Efetivo · Porto
CONFIDENCIAL
Country Manager Iberica Textile
Efetivo · PORTO
SALSA
Ecommerce Product Manager – Desenvolvimento do Negócio Digital da Marca
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
SPORT ZONE
Marketplace Business Developer (m/f)
Efetivo · Maia
SALSA
Ecommerce Product Specialist – Oportunidade de Especialização em Ecommerce
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sales Associate Part-Time - Centro Comercial The Style Outlets - Vila do Conde
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Gestor de Produto (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - General Admin - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Director Gbs Accounting & Tax Europe (m/f)
Efetivo · Porto
DAMA DE COPAS
Consultora de Lingerie
Efetivo · PORTO
THE KOOPLES
Sales Assistant 16h - Eci Lisbon
Efetivo · LISBOA
EMPRESA DE MODA NO SETOR DO LUXO
Vendedor/a de Loja de Gama Alta
Temporario · LISBOA
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Foz Plaza - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Figueira da Foz
COURIR PORTUGAL
Sales Assistant - Coimbra cc Forum Coimbra - CDI - Part-Time - 20h - m/h
Efetivo ·
COURIR PORTUGAL
Sales Assistant - Lisboa cc Chiado - CDI - Part-Time - 20h - m/h
Efetivo · LISBOA
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
18 de abr. de 2022
Tempo de leitura
4 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Executivos franceses lançam a Fédération de la Mode Circulaire

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
18 de abr. de 2022

Um grupo de experientes e jovens executivos franceses lançou a Fédération de la Mode Circulaire, concebida para injetar dinamismo na luta para travar as alterações climáticas causadas pelas indústrias da moda e do luxo.


Foto: Fédération de la Mode Circulaire - DR


O projeto, cujo nome significa federação de moda circular, foi revelado na noite de quinta-feira (14 de abril), no La Caserne, um antigo quartel de bombeiros no norte de Paris, que foi reestruturado como centro para jovens estilistas e empresas de tecnologia de moda em emergência.
 
"Precisamos de diminuir a nossa contribuição de carbono de 20 toneladas por ano para duas toneladas por ano. Felizmente, nunca tivemos tanta tecnologia, dinheiro e talento empresarial como hoje. Por isso, acredito realmente na economia circular", disse Stanislas de Quercize, o homem-chave por detrás da iniciativa. Membro da direção do SAVIH, um veículo de investimento familiar, De Quercize é também ex-presidente da Richemont France e Cartier North America.

Na reunião de abertura, grandes players como a Kering, Printemps, Galeries Lafayette, Vestiaire Collective, e as jovens designers Marine Serre e Diane de Malherbe, inscreveram-se como membros fundadores da nova federação.


Foto: Fédération de la Mode Circulaire - DR


Nesta primavera, Stanislas de Quercize lançou uma cadeira de Economia Circular na ESSEC, uma escola superior francesa de topo de Ciências Económicas e Comerciais, patrocinada pela Essilor, L'Oreal e Bouygues. O primeiro professor é Pierre Emilie de Saint Esprit, o fundador de uma start-up chamada Hello Zack, que recicla, repara e revende telemóveis e computadores.
 
"Precisamos de dicarbon (carbono diatómico) para o nosso ambiente. O que nós sabemos. A forma como não o fazemos. Foi por isso que criámos esta cadeira. A L'Oréal, que entrega mais de 30 mil milhões de euros, enviou uma equipa que foi muito humilde, perguntando: 'o que podemos fazer melhor do que ontem?  E ontem, tivemos o primeiro feedback dos estudantes", acrescentou De Quercize.
 
No seu coração, a Fédération de la Mode Circulaire representa uma nova geração de empresários da moda e do luxo, parte daquilo a que França chama a sua Nação Inicial. Nomeadamente, Maxime Delavallée, um dos três fundadores do CrushON, um site que liga sites de comércio eletrónico profissionais de moda, para permitir aos consumidores encontrar "pepitas" de moda sem terem de deixar os seus próprios sofás.


Foto:Fédération de la Mode Circulaire - DR


"Cerca de 150 empresas disseram que se juntarão a nós neste grande movimento. Trata-se de unir todas as formas da economia circular – produção, venda a retalho e criação. Vemo-la como uma plataforma de colaboração dedicada a tornar a reciclagem mais compreensível e a pensar em novos projetos", diz Delavallée, o presidente da nova federação. Já 75 empresas pagaram os seus 100 euros iniciais de subscrição de membros fundadores.
 
Delavallée acrescentou que um segundo objetivo é unir pequenas e grandes empresas de moda, "que veem a necessidade de uma casa comum para apoiar a indústria. Representar as prioridades estratégicas da indústria; e considerar as melhores soluções a um nível regulamentar, tornando a moda e a circularidade mais transparentes".
 
Na CrushON, Delavallée e os seus colegas desenvolveram um mercado omni-channel para a moda circular. Ligando as lojas vintage, thrift shops e mesmo lojas de consignação umas às outras e depois aos consumidores. Já têm cerca de 1.500 vendedores profissionais, principalmente em França, com mais de 10% no estrangeiro. A CrushON abriu mesmo nas Galeries Lafayette e Westfield em Paris – com pontos físicos de venda onde o vintage pode ser exposto e vendido.


Foto: Fédération de la Mode Circulaire - DR


O objetivo da nova federação é ter todos os principais intervenientes da indústria – marcas, grupos, fornecedores, distribuidores – para encontrar soluções.
 
"Vivemos numa época em que David e Golias não se estão a matar um ao outro. Veja-se o COVID-19; 'Golias' da Sanofi disse que não encontraram uma vacina, e 'David' da Moderna disse: 'Já a temos', e trabalharam juntos. Isso já está a acontecer no segunda mão e no vintage, ou no pre-owned e pre-loved. A Kering investiu na Vestiaire Collective. E a Richemont investiu na Watchfinder. Assim, temos uma oportunidade incrível de passar de um ego-sistema para um ecossistema. E para a sociedade passar de um mundo de consumo para um mundo de transmissão", entusiasmou-se a dizer Stanislas de Quercize.
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.