×
373
Fashion Jobs
JD SPORT
Marketplace Business Developer (m/f)
Efetivo · Maia
FOREO
Business Development Specialist
Efetivo · Lisbon
SALSA
Ecommerce Product Specialist – Oportunidade de Especialização em Ecommerce
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services - Compensation (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sales Associate Part-Time - Centro Comercial The Style Outlets - Vila do Conde
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Gestor de Produto (m/f)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Demand Planner (m/f)
Efetivo · Maia
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - General Admin - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Gbs HR Services Bik - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Director Gbs Accounting & Tax Europe (m/f)
Efetivo · Porto
ANDRÉ COSTA S.A.
Sales Assistant
Temporario · PORTO
SWAROVSKI
Vendedor(a) - Outlet Vila do Conde (20/25 Hrs)
Temporario · OPORTO
MINGA LONDON
Copywriter - English
Efetivo · GUIMARÃES
MAJE
Vendedor(a), 20hrs - Porto Norte
Temporario · PORTO
ADIDAS
Specialist Gbs Taxes (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Retail DTC (M/F/D) - Temporary
Temporario · Porto
ADIDAS
Associate Accountant Accounts Payable (m/f)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Vendedor (m/f) Sport Zone Fórum Aveiro
Temporario · Aveiro
Por
Agência LUSA
Publicado em
12 de jul. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Exportações de têxteis e vestuário sobem 17,7% até maio e estão ainda abaixo de 2019

Por
Agência LUSA
Publicado em
12 de jul. de 2021

As exportações de têxteis e vestuário aumentaram 17,7% nos primeiros cinco meses do ano, para 2.195 milhões de euros, mas ficaram ainda 2,1% abaixo do valor alcançado em 2019, segundo a associação que representa o setor.


TecReview


Em comunicado, a ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal dá conta do aumento das exportações do setor até maio, face ao período homólogo anterior, que foi fortemente impactado pela pandemia de covid-19, referindo "exportações a várias velocidades".

Segundo os dados na sexta-feira publicados pelo INE, "o vestuário em tecido foi a categoria de produtos que registou pior performance", ao registar uma queda em valor de 119 milhões de euros exportados, equivalente a um recuo 28%, comparativamente com 2019.

Inversamente, "o vestuário em malha registou um aumento de 32 milhões de euros (ou seja, +3,5%), de 2019 para 2021", refere.

Do lado das matérias-primas, as fibras sintéticas ou artificiais descontínuas foram as que sofreram maior quebra: menos 21 milhões de euros (-16%) exportados, comparando 2021 com 2019.

Por outro lado, as exportações de matérias-primas de algodão aumentaram 18,5%, exportando mais 12 milhões de euros, nos cinco primeiros meses de 2021, quando comparado com 2019, lê-se no comunicado.

Os outros têxteis confecionados, entre os quais se incluem os têxteis-lar, estiveram igualmente em destaque, com um acréscimo de 79 milhões de euros (+32%), sobretudo devido ao aumento de 44 milhões de euros (+23%) registado na roupa de cama, mesa, toucador ou cozinha.

Em termos de destinos das exportações, a ATP destaca a França, mercado que cresceu 13% até maio face a 2019 (um acréscimo de 38 milhões de euros) e os EUA, com um acréscimo 23% (o equivalente a 31 milhões de euros).

Espanha continua a liderar a tabela dos destinos com maiores quebras, com uma diminuição das exportações de 166 milhões de euros, de 2019 para 2021, refere ainda a associação de empresas no comunicado.

As exportações e importações aumentaram 54,8% e 52,6%, respetivamente, em maio e em termos nominais, face ao mesmo mês de 2020, em que o impacto da pandemia se fez sentir de forma “bastante intensa”, divulgou hoje o INE.

De acordo com as estatísticas do comércio internacional, publicadas pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), “em maio de 2021, as exportações e as importações de bens registaram variações homólogas nominais de +54,8% e +52,6%, respetivamente (+82,1% e +61,3%, pela mesma ordem, em abril de 2021)”.

JNM // CSJ (LUSA)

Copyright © 2022 Agência LUSA. Todos os direitos reservados.