×
381
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Exportações têxteis fecharam o ano com novo recorde

Por
Jornal T
Publicado em
today 8 de fev de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

As exportações de têxteis e vestuário fecharam o ano de 2018 com um crescimento a rondar os 2%, tendo atingido um recorde de 5.314 milhões de euros, o valor mais alto de sempre registado nas vendas ao exterior desta indústria. O saldo da balança comercial do setor superou os mil milhões de euros, com uma taxa de cobertura de 123%.


Segundo os dados divulgados hoje, dia 8 de fevereiro, pelo INE e coligidos pela ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, as exportações de têxteis para o lar e outros artigos têxteis confecionados registaram um crescimento de 5%, sendo a categoria mais dinâmica. As exportações de matérias têxteis, assim como, de vestuário aumentaram 1,4%.

A Itália foi o destino que mais cresceu ao longo de todo o ano de 2018, com um aumento absoluto de cerca de 85 milhões de euros (correspondendo a uma taxa de crescimento de 34,8%) e passou a representar 6,2% do total das exportações deste setor, seguida pela Holanda, para onde exportámos mais 24 milhões de euros (ou seja, +12,2%) e pela China, com um acréscimo de 22 milhões de euros (+62,1%).

Espanha lidera o ranking dos principais destinos com uma quota de 31,9% mas, à semelhança do ano anterior, registou uma queda de 3,9%, ou seja, menos 68 milhões de euros face a 2017. No ranking dos principais 5 destinos também as vendas para o Reino Unido registaram um recuo (-3,3% e 13,6 milhões de euros), segundo assinala o comunicado da ATP subscrito pelo seu presidente, Paulo Melo.

Fechados os números de 2018, o saldo da balança comercial para o setor foi de 1.006 milhões de euros, com uma taxa de cobertura de 123%.

Copyright © Jornal T. Todos os direitos reservados.