×
310
Fashion Jobs
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
26 de nov. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Face aos problemas de aprovisionamento, Nike cancela encomendas dos revendedores

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
26 de nov. de 2021

Não havia motivo para a Nike não ser afetada pelos contratempos da interrupção da cadeia de aprovisionamento de sneakers. Os dirigentes das suas grandes concorrentes alemãs Adidas e Puma, que também têm sido confrontadas com o encerramento de fábricas no Vietname nos últimos meses e com as dificuldades de transporte de mercadorias da Ásia para o resto do mundo, anunciaram esperar rutura de stocks em certos produtos para o período festivo. Dificuldades, aliás, também esperadas para as coleções primavera-verão 2022.


A revelação da Nike sobre o cancelamento de pedidos preocupa os distribuidores da marca - Nike


Em setembro, a Nike expressou receios relativamente à sua capacidade de disponibilizar as suas coleções para o período festivo do final de ano, tendo metade da sua produção de sneakers lugar no Vietname. Numa altura em que o setor sofre há várias semanas com dificuldades para que retalhistas e multimarcas possam disponibilizar os principais produtos da marca nas próximas semanas, Brendan Dunne, organizador do podcast americano Full Size Run, dedicado à cultura dos sneakers, partilhou uma carta do grupo Nike a um dos seus revendedores.
 
No documento é anunciado o cancelamento da encomenda do cliente em questão: “A Covid-19 continua a ter um impacto na cadeia de aprovisionamento mundial e a criar interrupções no transporte. Devido a esta situação sem precedentes e em constante mudança, lamentamos informar que as encomendas da Nike Future para a primavera de 2022 e para o verão de 2022 e as restantes encomendas para o período festivo de 2021 serão canceladas."

O grupo especifica ainda que o seu sistema de reabastecimento também não funcionará “até nova ordem” e conclui na carta: “Entendemos que esta decisão seja difícil de ouvir. O nosso objetivo é retomar o aprovisionamento assim que possível.”
 
Embora a direção do grupo Nike tenha anunciado há alguns anos a sua vontade de privilegiar as suas vendas diretas e uma rede limitada de parceiros, o facto dos seus revendedores verem os seus pedidos cancelados é preocupante. A marca é efetivamente um jogador-chave na venda de sneakers. No seu último exercício, encerrado no final de maio, a venda de calçado representou 28 mil milhões de dólares.

Copyright © 2023 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.